Vigilância em Saúde confirma primeiro óbito por H3N2 em Porto Alegre

Ao longo do mês dezembro, Porto Alegre teve 45 resultados confirmados para Influenza A H3N2 em residentes na Capital. Não houve casos nos demais meses do ano.

Compartilhe:

A Diretoria de Vigilância em Saúde confirmou nesta quinta-feira (30) o primeiro óbito de pessoa residente em Porto Alegre, com diagnóstico de SRAG (Síndrome Respiratória Aguda Grave) e confirmação de influenza A H3N2.

Segundo a Prefeitura de Porto Alegre, o paciente foi a óbito no dia 20 de dezembro. Ao longo do mês dezembro, Porto Alegre teve 45 resultados confirmados para Influenza A H3N2 em residentes na Capital. Não houve casos nos demais meses do ano.

Conforme a prefeitura, do total, 13 apresentaram. Além do paciente que foi a óbito, cinco já receberam alta e sete ainda encontram-se internados e em tratamento.

Com os novos casos, a prefeitura reitera a importância de pessoas que integram grupos prioritários para vacinação buscarem unidades de saúde para receber a dose.

A vacina está disponível nesta quinta-feira no horário de funcionamento das unidades de saúde e na sexta, 31, até o meio-dia em todos os postos. Confira os endereços neste link.

Prevenção e tratamento

As medidas de prevenção à contaminação são as mesmas das recomendadas ao coronavírus: uso de máscaras, distanciamento interpessoal, ventilação de ambientes e vacinação contra a gripe.

A enfermeira Jana Ferrer, responsável pela vigilância da influenza na DVS, lembra que a doença tem tratamento comprovado com Tamiflu (Oseltamivir). A prescrição fica a critério do médico, após avaliação clínica.


Compartilhe: