Segue internado em estado grave menino que se enforcou em alça de mochila em Canoas

Polícia Civil investiga o caso e perícias foram realizadas para identificar como ocorreu o fato.

Compartilhe:

A alça de uma mochila, pendurada em uma parede de uma creche, é a causa da internação de um menino de um ano e três meses, em Canoas, na região metropolitana de Porto Alegre. A criança está internada no Hospital Universitário, em estado grave, após ter se enrolado no acessório.

O acidente em ambiente escolar ocorreu na tarde na tarde de ontem (21), em uma creche particular. A Polícia Civil não divulga o local e nem o bairro onde ocorreu o acidente.

A criança teria chegado perto de uma mochila que estava na parede e se enrolado na alça de uma mochila. O menino acabou sendo asfixiado pela volta. Ele foi socorrido por cuidadoras e encaminhado, já desacordado, para o Hospital Universitário de Canoas. Ele segue em estado grave.

Conforme a Polícia Civil, perícias foram realizadas para identificar o que motivou o acidente. Peritos do IGP (Instituto-Geral de Perícias) estiveram na creche onde ocorreu o acidente e tentaram entender a dinâmica que levou a criança a se enrolar na alça da mochila.

O inquérito policial ainda está em estágio preliminar de investigação. A instituição de ensino registrou boletim de ocorrência na Delegacia de Polícia, informando o fato. As aulas no ambiente escolar foram suspensas em respeito à família da criança.


Compartilhe: