Passagem do tufão Rai deixa ao menos 375 mortos nas Filipinas

Diversos moradores das áreas mais afetadas pelo tufão foram flagrados em meio à lama tentando resgatar alguns pertences de suas residências danificadas

Compartilhe:

A passagem do supertufão Rai deixa ao menos 375 pessoas mortas nas Filipinas. Os dados foram divulgados nesta segunda-feira (20) pela polícia local. É o mais forte  fenômeno meteorológico do tipo a atingir a nação neste ano.

De acordo com a Cruz Vermelha do arquipélago, a passagem do fenômeno causou uma “carnificina completa” nas regiões costeiras. Casas, hospitiais e escolas foram totalmente destruídas por causa dos ventos fortes.

Diversos moradores das áreas mais afetadas pelo tufão foram flagrados em meio à lama tentando resgatar alguns pertences de suas residências danificadas. As autoridades informaram que ao menos 239 pessoas ficaram feridas.

A agência de notícias estatal “PNA” estimou que os danos causados pelo tufão foram de cerca de US$ 4,2 milhões. Ele ainda forçou mais de 300 mil cidadãos a fugirem de suas residências e resorts à beira-mar, sem esquecer que interrompeu comunicações e a eletricidade em diversas áreas.

No momento, o Rai perdeu intensidade e tem ventos de até 165 quilômetros por hora. A tempestade segue para a costa do Vietnã e deverá ficar ainda mais enfraquecido conforme avança em direção de Henan, na China.


Compartilhe: