Eclipse parcial da Lua poderá ser observado nesta sexta

O eclipse poderá ser visto em todo o Brasil, em especial na região Norte, com posição mais favorável, mas no Rio Grande do Sul também haverá visibilidade.

Compartilhe:

Um eclipse parcial da Lua poderá ser observado na madrugada desta sexta-feira (19). É também chamado de eclipse de microlua, quando o satélite está no ponto mais afastado da órbita ao redor da Terra.

“Isso acontece porque o caminho que a Lua percorre no entorno da Terra é uma elipse, ou seja, uma circunferência levemente achatada. Como ela está mais longe da Terra que a Lua cheia média, acaba ficando aparentemente menor, cerca de 7%’’, explica o professor do Instituto Federal de Santa Catarina Marcelo Schappo.

Mesmo sendo microlua, o eclipse poderá ser observado totalmente na América do Norte e em alguns países da América do Sul. Aqui no Brasil, apenas o início do fenômeno poderá ser observado, previsto para às 4h20, no horário de Brasília. O ápice deve ocorrer por volta das 6h, horário de Brasília.

O fenômeno poderá ser visto em todo o Brasil, em especial na região Norte, com posição mais favorável, mas no Rio Grande do Sul também haverá visibilidade. Não é necessário o uso de binóculo ou telescópio, mas a boa visualização exige um céu limpo, sem nuvens ou nebulosidade.

Schappo destaca ainda que próximo do momento do ápice, a Lua poderá ser vista em tom levemente avermelhado ou alaranjado.

“Porque a luz do Sol interage com a atmosfera terrestre e é desviada para dentro da sombra do nosso planeta, atingindo a Lua. Porém, no processo de interação com a atmosfera, as colorações avermelhadas da luz do Sol passam com maior intensidade”, explicou.

Embora os eclipses lunares – alinhamento do Sol, Terra e Lua – sejam considerados raros, nesse caso a sombra da Terra encobrirá cerca de 97% da Lua, por isso é considerada parcial e é um pouco mais frequente do que quando há a cobertura total do satélite.

Após o evento lunar desta sexta, o próximo eclipse com boa visibilidade aqui no Brasil será uma total em maio de 2022.

Neste ano, ainda há previsão de chuva de meteoros Geminídeas, em dezembro. O ápice da visualização dos meteoros no céu noturno será na madrugada do dia 14 de dezembro.


Compartilhe: