Defesa Civil do Rio Grande do Sul emite novo alerta por risco de chuva forte e temporal

O alerta é de curto prazo, sendo válido para as próximas 3h, nas áreas delimitadas em laranja.

Compartilhe:

ATUALIZADO ÀS 15H20 A Defesa Civil do Rio Grande do Sul emitiu um alerta de curto prazo para a possibilidade de temporais no Estado nesta quinta-feira (25). O motivo é uma frente fria que avança sobre o RS graças à formação de um ciclone extratropical sobre o Uruguai.

De acordo com o órgão de proteção civil, a previsão indica condições de chuva forte, acompanhada de descargas elétricas e rajadas de ventos de até 70 km/h. As áreas em alerta são a região Sul, Central, Vales do Rio Pardo e Taquari, Noroeste e Norte do Estado.

O alerta é de curto prazo, sendo válido para as próximas 3h, nas áreas delimitadas em laranja. A publicação da Defesa Civil ocorreu as 14h20 da manhã desta quinta-feira sendo, portanto, válido até as 17h20. Ele poderá ser renovado, alterado ou expirado.

O que diz a previsão do tempo

Conforme a Sala de Situação da Sema (Secretaria de Meio Ambiente do RS), a quinta-feira (25) será marcada por chuvas em todas as regiões do Rio Grande do Sul, devido à atuação de um sistema de baixa pressão na fronteira com o Uruguai.

Durante a manhã as chuvas avançaram a partir do Oeste. Há risco das instabilidade provocarem temporais isolados, com rajadas de vento forte e descargas elétricas entre a região da Campanha, Sul e Centro do Estado.

No decorrer do dia, as chuvas avançam para as demais regiões e são esperados temporais nasregiões Oeste, Sul, Noroeste e fronteira com Santa Catarina.

Receba alertas da Defesa Civil

Por meio de mensagens de texto, a Defesa Civil Estadual consegue comunicar aos gaúchos a possibilidade de eventos adversos. Para receber esses alertas envie do seu celular um SMS para o número 40199 (sem ponto/ sem traço) com o CEP desejado. Podem ser cadastrados os CEP de diferentes localidades. O serviço é gratuito e de fácil utilização.

Em caso de temporal, a Defesa Civil aconselha:

  • Feche bem janelas e portas, evitando canalização de ventos no interior de sua residência;
  • Desligue os aparelhos elétricos e feche o registro da água e do gás;
  • Se estiver em local seguro, permaneça até a diminuição dos ventos;
  • Não estacione veículos próximos a torres de transmissão e placas de segurança;
  • Não se abrigue sob árvores ou estruturas metálicas.

Em áreas alagadas:

  • Evite o deslocamento para regiões afetadas;
  • Se morar em área de risco, abandone o local com antecedência;
  • Separe os documentos importantes e embale-os em sacos plásticos;
  • Ao sair, desligue a chave geral de eletricidade, água ou gás;
  • Evite atravessar as águas de carro ou a pé;
  • Se ficar isolado em local inseguro chame imediatamente o Corpo de Bombeiros.

Compartilhe:

Os comentários estão encerrado.