Uma Oktoberfest diferente vai começar nesta quinta em Santa Cruz do Sul

A 36ª Oktoberfest acontece de 7 a 12 de outubro e de 15 a 17 de outubro, no Parque da Oktoberfest, em Santa Cruz do Sul.

Compartilhe:

Em um novo formato, com uma proposta de inovação e ineditismo, a 36ª Oktoberfest acontece de 7 a 12 de outubro e de 15 a 17 de outubro, no Parque da Oktoberfest, em Santa Cruz do Sul.

Em virtude da pandemia, o evento será muito diferente da tradicional Oktoberfest de Santa Cruz do Sul, considerada a maior festa alemã do Rio Grande do Sul.

Sem bailes, shows, desfiles de rua na Marechal Floriano e parque de diversões, o evento se reinventa para oferecer aos visitantes atrativos que destacam a cultura, a música e a gastronomia típicas alemãs, além da integração com outras etnias, dentro do tema “Integrando Culturas, Saberes e Sabores”.

O evento vai funcionar em dois turnos, das 11 às 15 horas e das 19 às 23 horas, com exceção dos dias 13 e 14 de outubro, em que o parque ficará fechado. Cada turno poderá receber até 4 mil pessoas, que deverão manter o distanciamento, usar máscara e álcool em gel e estarem sentadas para consumir bebidas e alimentos.

Conforme a presidente da 36ª Oktoberfest, Roberta Pereira, o objetivo é retomar com responsabilidade e segurança as atividades econômicas e os eventos, com respeito às regras sanitárias.

“Vamos continuar a surpreender e encantar nossos visitantes, com foco na segurança dos prestadores de serviços, trabalhadores e visitantes. É desafiador, mas estamos confiantes no sucesso do evento”, salienta.

Para participar do evento, os visitantes, prestadores de serviços e voluntários deverão estar com o sistema vacinal atualizada para a covid-19, conforme Plano Nacional de Vacinação.

Para entrar no parque será obrigatório o uso de máscara, aplicação de álcool em gel, aferição de temperatura e apresentação dos comprovantes de vacinação (impresso ou digital).

Pessoas com alterações na temperatura serão encaminhadas para avaliação e testagem rápida na Sala de Isolamento, instalada no lado de fora do parque.

O que os visitantes vão encontrar:

Feirasul 

A organização tem o objetivo de apoiar as empresas, prestadores de serviços e profissionais que foram muito prejudicados pela pandemia. Neste sentido, não poderia deixar de realizar a Feirasul, que impulsiona a economia local e oportuniza grandes negócios.

Nesta edição diferente, a feira está situada nos Pavilhões 2 e 3, com participação de 75 expositores, especialmente do município. Como todo o evento, a iniciativa segue regras e protocolos de distanciamento, com corredores mais largos do que o normal, limite de público, além de uso obrigatório de máscara e dispositivos com álcool em gel.

Nos espaços ao ar livre, destaque para as exposições de veículos de revendas, máquinas e implementos agrícolas, carros antigos e 7º Batalhão de Infantaria Blindado (BIB).

Gastronomia

Como um grande destaque da edição, a gastronomia funciona com serviços de alimentação em que os visitantes ficam sentados (todos os espaços possuem mesas e cadeiras), com respeito ao distanciamento e ocupação máxima de até oito pessoas por mesa.

O Pavilhão Central abriga um restaurante, com buffet por quilo, cardápio que inclui pratos típicos germânicos e ilhas de café colonial self service. Sem pista de danças, o palco segue com apresentações musicais e de grupos de danças folclóricas.

No lado de fora, ao ar livre, três espaços chamados de Oktober Garden são palco de apresentações mais intimistas, com a participação de artistas locais, bem como food-trucks.

O Oktober “Perto do Fogo”, situado no gramado ao lado e em frente à Bierhaus, é uma nova experiência no evento, com almoços e jantares temáticos, como porco no rolete, costelão, churrasco na vala, entre outros.  Outra novidade é a Tenda das Cervejarias, um grande pub na área à esquerda do Pórtico do Parque da Oktoberfest, com palco para apresentações de bandas de rock, blues e artistas locais.

Na Vila Típica, composta pelas casas típicas, é o local da gastronomia diversa e diferenciada, com preferência para os lanches típicos da culinária germânica. No Pavilhão 3 está a Vila da Agricultura Familiar, com empreendedores locais e produtos para os visitantes levarem para casa.

No antigo espaço, ao lado direito do Pórtico, estão as exposições de flores e de artesanato rural. Os lanches em geral também ficam à disposição nas praças de alimentação 1 e 2.

Desfiles

Como parte integrante da programação artística e cultural da 36ª Oktoberfest, os desfiles internos acontecem nos dias 10, 11 e 17 de outubro, às 12h30; dia 12 de outubro, às 13 horas; e nos dias 7, 8, 9, 15 e 16 de outubro, às 20 horas, dentro do parque, na Avenida Oktoberfest.

O trajeto inicia no portão ao lado dos Bombeiros e atravessa até o Portão 7, estrategicamente para abranger todas as áreas da gastronomia, o que possibilita que as pessoas assistam sentadas e com distanciamento.

As paradas contam com dez carros alegóricos e a participação da Família Fritz e Frida, bandinhas, soberanas da 36ª Oktoberfest, ex-soberanas, dançarinos e voluntários.

O enredo aborda a colonização, os imigrantes, a união e integração dos povos, primeiras construções, gastronomia, diversidade cultural, entre outros temas.

Menores

Conforme as regras para a entrada de menores no Parque da Oktoberfest, as crianças com menos de um ano devem utilizar uma pulseira de identificação, fornecida pelo evento, com o nome da criança, o nome do adulto cuidador e um telefone de contato.

O identificador pode ser retirado na sede da Assemp – Rua Coronel Oscar Jost, 1571–, ou na Casa da CDL, localizada na Praça Getúlio Vargas, na Rua Marechal Floriano, 762, no centro de Santa Cruz do Sul, em frente à Catedral São João Batista.

Os pequenos de um até seis anos devem estar acompanhados de um adulto cuidador. Além da pulseira, é exigido o check-in, o preenchimento do Termo de Compromisso e o Termo de Responsabilidade Digital, onde também deve constar a cópia do documento de identificação, com foto do adulto, para melhor controle da segurança. No dia do acesso é solicitado os documentos de identificação da criança e do maior de idade que o acompanha.

As crianças com idade entre sete anos e adolescentes com até 14 anos devem também estar acompanhadas de um adulto cuidador. Para o acesso é exigido check-in, Termo de Compromisso, Termo de Responsabilidade Digital e documento de identificação do menor e do adulto.

Já os jovens entre 15 e 17 anos podem ingressar sozinhos no parque, entretanto, é requisitada a mesma documentação: check-in, Termos de Compromisso e de Responsabilidade Digital, bem como documento de identificação e sistema vacinal em dia.

Sempre que o menor de idade, de um a 17 anos, estiver acompanhado do pai, da mãe ou de um responsável legal, não há necessidade de autenticação de assinatura no Termo de Responsabilidade Digital, apenas quando o menor de idade for autorizado pelo seu responsável legal a acessar o parque com um adulto cuidador ou no caso dos que podem ir ao parque sozinhos.

A autenticação da assinatura deve ser feita pela internet, junto com o Termo de Responsabilidade Digital. Para a conferência da assinatura é acrescido ao valor pago pela compra de ingressos R$ 6,50. O aplicativo autentica assinaturas sete dias por semana, 24 horas por dia.

 

 


Compartilhe: