Homem é preso após rapto e morte de menina de 5 anos em Lajeado

Preso, que tem histórico de violência contra ex-companheira e foi preso por porte ilegal de arma, ficou em silêncio durante depoimento.

Compartilhe:

Um homem de 35 anos foi preso na tarde de sábado (4), em Lajeado, no Vale do Taquari, por crime de estupro de vulnerável com morte. Menina de cinco anos teria sido convidada por ele para ir até um mercado próximo de casa. Criança foi encontrada nas margens do rio Taquari com sinais de violência sexual. Preso, que tem histórico de violência, ficou em silêncio durante depoimento.

Conforme a Polícia Civil, a ação teria começado quando o homem, que se dizia amigo da mãe da criança, foi até a residência onde a vítima e o irmão mais velho moravam. O indivíduo, que era um vizinho, teria pedido à mãe para levar a menina até um mercado, que fica cerca de 100 metros de distância da casa. A mulher estranhou a demora e acionou a Brigada Militar cerca de meia hora depois da saída dele com a filha dela.

Buscas começaram a ser realizadas e o homem foi capturado por volta das 15h da tarde, com as roupas molhadas e sujas de barro. Enquanto uma guarnição levava o preso até a delegacia, outras equipes, com ajuda do Corpo de Bombeiros, foram até o rio. A criança foi encontrada nua e inconsciente. Ela foi levada às pressas para o Hospital Bruno Born, em Lajeado, onde foi declarado o óbito.

Os médicos que atenderam a menina apontaram ferimentos condizentes aos de abuso sexual. O corpo foi encaminhado para a realização de exame de necropsia, para identificação da causa das lesões, assim como a causa da morte.

As roupas do preso também serão examinadas, em busca de vestígios que confirmem os abusos sexuais. O homem foi encaminhado ao presídio de Lajeado após ficar em silêncio durante o depoimento. A identidade dele não foi informada pela autoridade policial. No dia 27 de julho, ele já havia sido preso por porte ilegal de arma de fogo e possui antecedentes criminais por descumprimento de medida protetiva. Ele teria perseguido a ex-companheira e agredido o atual parceiro dela.


Compartilhe: