Finalizado o restauro do telhado da Catedral de São Pedro em Rio Grande

Construída em 1755, a primeira igreja de alvenaria do sul do país faz parte dos primeiros tombamentos nacionais no Brasil.

Compartilhe:

A obra de restauro do telhado da Catedral de São Pedro, em Rio Grande, foi finalizada garantindo a permanência de sua preservação por mais longos anos.

Construída em 1755, a primeira igreja de alvenaria do sul do país faz parte dos primeiros tombamentos nacionais no Brasil, junto com a Capela da Ordem Terceira de São Francisco.

Na época tratava-se do Serviço do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (SPHAN), com processo datado de maio de 1938.

A arquiteta responsável pelo projeto, Jane Borghetti, relembra que a capela nasceu com o objetivo de criar e reforçar a primeira urbanização do sul do Brasil. “Junto com a primeira vila militar e as Missões, são marcos da colonização”, recorda.

O projeto de restauro da cobertura foi concretizado via Lei Rouanet, com aporte de R$ 670 mil em recursos, através de patrocínio. Nos últimos tempos a igreja sofria com infiltrações, cupins e umidade, comprometendo assim todo acervo e preservação da sua estrutura.

“A última restauração ocorreu há mais de duas décadas, quando também foi feito um trabalho de arqueologia onde foram descobertos restos mortais em frente ao altar-mor, hoje guardados em uma capela como acervo histórico Rio Grande do Sul”, conta.

Imagem interna da Catedral de São Pedro. Foto: Rosana Klafke/Sem Roteiro/Agora no RS

Edificação

Em 1794 foi construída uma capela para a Ordem Terceira de São Francisco de Assis, em sua parte posterior, com acesso pela rua de trás. Estas igrejas geminadas pela parte dos fundos formam um conjunto exemplar e incomum, dando a impressão de ser um templo único.

A Catedral de São Pedro é uma edificação pequena e sóbria, com duas torres e acesso central encimado por frontão. Com nave única e coro, possui retábulos trabalhados no altar e na capela-mor. Atualmente abriga a capela de São Francisco abriga o Museu de Arte Sacra da cidade.

Histórico 

Rio Grande foi a primeira povoação oficial do sul do Brasil, fundada em 1737. Na ocasião, o Brigadeiro José da Silva Pais, a mando de D. João V, Rei de Portugal, construiu um presídio na foz do Rio Grande de São Pedro, considerado posto militar estratégico para dar apoio à Colônia do Sacramento – povoação fundada em 1680 por portugueses, em território espanhol.

A partir de 1752, chegaram à região colonos açorianos, trazidos para garantir a posse daquele território para Portugal, mediante sua ocupação efetiva. O General Gomes Freire de Andrade traçou o plano da nova povoação determinando a construção de uma Igreja, a Matriz de São Pedro. Em 1751 o povoado foi elevado à condição de Vila e em 1760 à categoria de Capital Administrativa da Capitania do Rio Grande de São Pedro.

Na disputa entre Portugal e Espanha pelas terras do extremo sul do país, em 1763, a vila foi ocupada pelos espanhóis por 13 anos. Reconquistada pelo governo português somente em 1776, quando a Capital foi transferida para Porto Alegre.


Compartilhe: