Brasil leva prata no skate e iguala recorde de medalhas da Rio 2016

Compartilhe:

Com a prata de Pedro Barros no skate park nesta quinta-feira (5), o Brasil igualou seu recorde histórico de medalhas em uma única edição dos Jogos Olímpicos. O país já soma 16 pódios em Tóquio e tem pelo menos mais três garantidos (futebol masculino e dois no boxe), chegando aos mesmos 19 obtidos no Rio de Janeiro, em 2016.

No boxe, os atletas Hebert Conceição e Beatriz Ferreira disputarão a final das categorias peso-médio masculino (até 75kg) e peso-leve feminino (até 60kg), respectivamente, já garantindo ao menos a prata. A mesma situação vale para a seleção masculina de futebol.

O bom retrospecto do Brasil no Japão foi ajudado pelas novas modalidades, como surfe e skate, já que o país não teve representantes no karatê e na escalada. No surfe, Ítalo Ferreira faturou o ouro, já Rayssa Leal e Kelvin Hoefler ganharam duas pratas no skate street, além do segundo lugar de Pedro Barros no park.

Faltando três dias para o encerramento dos Jogos, o Brasil ainda tem chances de superar a campanha de 2016. A seleção feminina de vôlei está na semifinal da modalidade, e mais medalhas podem chegar na canoagem e no atletismo.

Vôlei: Brasil perde para Comitê Russo e se despede da briga pelo ouro

A seleção brasileira de vôlei masculino deu adeus ao sonho do ouro olímpico nos Jogos de Tóquio (Japão). Os brasileiros foram derrotados de virada na madrugada desta quinta-feira (5) para o Comitê Olímpico Russo (ROC, na sigla em inglês) por 3 sets a 1, com parciais de 18/25, 25/21, 26/24 e 25/23. A partida foi realizada na Arena de Ariake, na capital Tóquio.

Desde os Jogos Olímpicos de Sidney (2000) o Brasil não fica de fora de uma final da competição. À época, o país foi eliminado nas quartas de final em confronto com a Argentina. Depois disso, foram quatro decisões consecutivas, tendo levado duas medalhas de ouro (Atenas 2004 e Rio 2016) e duas de prata (Pequim 2008 e Londres 2012).

A luta pelo bronze será à 1h30 (horário de Brasília) deste sábado (7). O adversário será o perdedor do confronto entre França e Argentina, às 9h desta quinta (5).


Compartilhe: