“Amanhã temos que voltar a nossa realidade”, diz Felipão após vexame do Grêmio diante do Flamengo

O Grêmio precisa vencer o Flamengo por quatro gols para penalidades e por cinco gols de diferença para avançar à semifinal da Copa do Brasil.

Compartilhe:

Grêmio e Flamengo se enfrentaram na noite desta quarta-feira (25), na Arena, no jogo de ida das quartas de final da Copa do Brasil. Com um jogador a mais, o time do técnico Felipão deu vexame: perdeu por 4 a 0.

A partida iniciou movimentada e com ambas as equipes no campo de ataque. Aos 30 segundos de jogo, o Grêmio ameaçou com uma boa jogada de Villasanti, que arriscou de fora da área.

No rebote, a bola sobrou para Borja, que tentou a finalização mesmo sem ângulo, mas mandou para fora. Em resposta, no minuto seguinte, o time carioca atacou com Gabriel Barbosa pela esquerda. Ele cruzou na área e Gabriel Chapecó afastou de soco.

Aos 12 minutos, Grêmio também criou e, desta vez, a bola caiu nos pés de Douglas Costa. O atacante recebeu de Rafinha e chutou, mas por sobre a meta defendida por Diego Alves. Em seguida, Alisson tabelou com Borja, recebeu em condições e bateu cruzado, mas a bola passou raspando a trave esquerda do gol.

Passados 20 minutos, o Grêmio teve uma sequência de escanteios. Em uma das chances, a bola foi colocada no primeiro poste, mas Bruno Henrique interceptou o lance e a defesa completou, afastando.

Aos 28 minutos, o técnico Luis Felipe Scolari precisou fazer sua primeira mudança, tirando Douglas Costa, que sentiu um desconforto, colocando Ferreira.

Os visitantes tiveram uma nova oportunidade em escanteio. A bola foi colocada na marca penal e Chapecó saiu, afastando de soco. Logo na sequência, Arrascaeta recebeu um passe de Filipe Luís, chutando de fora da área – passou por cima da meta.

O Grêmio teve uma grande chance com 43 minutos jogados, quando Rodrigues fez um lançamento preciso para Alisson, que recebia o passe e iria invadir a área, mas Isla segurou o atacante, cometendo falta. Como já tinha um cartão amarelo, recebeu o segundo e foi expulso da partida. Vanderson cobrou, mandando por cima.

Nos acréscimos, a melhor oportunidade gremista de abrir o marcador saiu dos pés de Ferreira. Depois de uma jogada rápida pela esquerda, Rafinha cruzou nos pés do atacante, que arrematou de primeira, mas foi pra fora.

Segundo tempo

O Grêmio voltou com a mesma formação que encerrou o primeiro tempo, para a etapa complementar.

Com 2 minutos de bola rolando, os visitantes chegaram com Everton Ribeiro, que invadiu a área, dividiu com Kannemann e caiu, mas o lance foi normal. Em seguida, Michael chutou da esquerda, obrigando uma grande defesa de Gabriel Chapecó.

Flamengo seguiu pressionando e teve uma falta a seu favor, da intermediária de ataque. A bola foi colocada na área e Rodrigues afastou de cabeça pela linha de fundo. Após a cobrança de escanteio, Bruno Viana dominou e finalizou – a bola desviou em Rafinha ainda antes de balançar as redes, aos 7 minutos.

Passados 15 minutos, o Grêmio teve um novo escanteio. Alisson cobrou, mas Diego Alves saiu do gol para fazer a defesa. Outra boa chance saiu de um cruzamento de Rodrigues na área. Borja desviou entre os zagueiros, mas o goleiro adversário espalmou.

Aos 29 minutos, o Flamengo contra-atacou. Michel recebeu na esquerda e cruzou para Everton Ribeiro, que chegou finalizando a gol – a bola bateu na trave e saiu pela linha de fundo. Em resposta, os gremistas tiveram uma chance em cobrança de falta. Diego Souza cobrou, mandando sem perigo.

Aos 39 minutos, o Flamengo conseguiu chegar ao segundo gol com Michael, que recebeu em condições na área e, de pé direito, mandou para as redes, ampliando o marcador.

Nos acréscimos, Vitinho fez um cruzamento da esquerda e Rodinei desviou de cabeça para o gol, assinalando o terceiro gol carioca. Vanderson foi expulso da partida após uma falta cometida sobre Vitinho.

Aos 50 minutos, Luiz Fernando atingiu o pé de Michael dentro da área. Pênalti. Vitinho foi para a cobrança e assinalou o quarto gol do Flamengo.

Com o resultado, o Grêmio precisa vencer por quatro gols para penalidades e por cinco gols de diferença para avançar à semifinal.

Coletiva

Na coletiva, o técnico Felipão disse que resultado diante do Flamengo não vai mudar o objetivo da equipe no Campeonato Brasileiro.

“Nós não podemos aceitar o resultado de hoje, mas amanhã temos que voltar a nossa realidade. Temos a possibilidade de sair da zona de rebaixamento contra o Corinthians”, disse.

“O que determinou o nosso fracasso foi o primeiro gol do Flamengo. Uma jogada de escanteio que nós estamos acostumados. Quando tomamos aquele gol nosso time desarrumou. O Flamengo teve muitas dificuldades no primeiro tempo, mas no segundo sofremos um gol e nos desorganizamos totalmente. No sábado já devemos estar organizados para enfrentar o Corinthians”, ressaltou Felipão.

Na coletiva, Felipão foi questionado se teve culpado pelo resultado contra o Flamengo. “Total, fui eu que escalei e substitui, se existe alguém culpado sou eu. Eu assumo a responsabilidade”, afirmou.


Compartilhe: