Polícia Civil prende taxista que tentou matar a companheira em Porto Alegre

Homem jogou o carro onde eles estavam contra pilastra de um viaduto na zona norte da Capital. Ambos foram hospitalizados

Compartilhe:

A Polícia Civil prendeu um homem por tentativa de feminicídio na tarde de ontem (8), em Porto Alegre. Ele teria jogado, intencionalmente, o táxi que conduzia contra uma pilastra de um viaduto da avenida Assis Brasil, zona norte de Porto Alegre.

O caso ocorreu por volta das 6h da manhã, quando um Chevrolet Prisma saiu da faixa de rolamento e atingiu a pilastra que dá sustentação de um viaduto da FreeWay. O carro atingiu a estrutura de concreto, ficando com a frente destruída.

Em depoimento, a mulher afirmou que o companheiro jogou o carro de maneira deliberada contra a estrutura. O taxista, de 53 anos, estava levando a vítima até o trabalho, mas houve uma discussão. Exaltado, ele teria ameaçado jogar o Prisma da ponte sobre a avenida Assis Brasil.

Mesmo em movimento, a vítima tentou deixar o veículo e tirou o cinto de segurança. No entanto, o companheiro tentou jogar o carro contra a pilastra, atingindo uma das estruturas de concreto do elevado da FreeWay sobre a Assis Brasil. Eles estavam juntos há 26 anos. A mulher teve ferimentos graves e segue em atendimento médico no Hospital Cristo Redentor.

Já o homem está sob custódia da Polícia Civil no mesmo hospital e deve prestar depoimento. Ele deve ser indiciado por tentativa de feminicídio, pois havia tentativa da vítima de romper o relacionamento e o autor do crime não aceitava o fim do laço emocional.

Uma perícia feita no local do acidente confirmou que não há marcas de frenagem no trecho onde o carro bateu. Isso reforça a tese de que a colisão foi deliberada.


Compartilhe: