Custo da construção está em alta e aumenta prestação de financiamentos

. Quando o comprador efetivar o financiamento do imóvel, terá de pagar esse valor de inflação da construção.

Compartilhe:

O INCC (Índice Nacional de Custo da Construção) está registrando alta mais acelerada nos últimos meses e pode gerar uma surpresa nada agradável para quem fez, ou vai fazer, financiamento de imóvel na planta.

Em 2020, o INCC fechou em 8,81. Neste ano, só até o mês de maio, está em 7,41. Quando o comprador efetivar o financiamento do imóvel, terá de pagar esse valor de inflação da construção, que será acrescido nas prestações.

INCC tem por objetivo medir a variação do custo dos materiais, serviços e mão de obra utilizados nas construções habitacionais. É calculado mensalmente pelo Instituto Brasileiro de Economia (IBRE) da Fundação Getúlio Vargas (FGV) e divulgado até o dia 15 do mês seguinte. Nos últimos meses, foi elevado em função de custo de materiais e equipamentos.

Quando o comprador faz um financiamento de um imóvel na planta, geralmente dá um valor de entrada e financia o restante com uma instituição financeira. No momento de fechar o contrato de financiamento, a instituição bancária irá recalcular o valor do imóvel, incluindo o custo da construção.

O engenheiro Paulo Antonio Kucher diz que o comprador deve prestar bem atenção nas condições que estão sendo oferecidas a ele no momento da venda.

“Dependendo do acordo de compra, o cliente pode pagar pelo aumento de custo da construção no momento de iniciar o financiamento, ou apenas no final de 36 meses. O melhor é garantir um acordo de compra que já inclua o INCC já nas primeiras parcelas”, explica.

Ele dá como exemplo um imóvel comprado na planta em junho de 2020. Hoje, o índice do INCC deste período já está acumulado em 17,40, que será acrescido do total do saldo incluído nas prestações. “Se o cliente fez um financiamento de 200 mil em janeiro, esse saldo dele já cresceu R$ 29.000”, calcula Kucher.

Ele indica a contratação com pagamento do INCC na efetivação do financiamento, que pode ser oficializado entre 2 e 3 meses, e não após o final do pagamento das parcelas, em 36 meses por exemplo, o que pode majorar demais o saldo devedor.

INCC calculado pela FGV nos últimos anos:

  • 2018: 3,84 no ano.
  • 2019: 4,14 no ano.
  • 2020: 8,81 no ano
  • 2021: de janeiro a maio já está em 7,40

Compartilhe: