Com a zaga furada e sem força no ataque, Inter perde em casa para o São Paulo

Compartilhe:

O Inter voltou a fracassar no Beira-Rio. Com jeito de time de peladeiro, a equipe de Diego Aguirre perdeu para o São Paulo por 2 a 0 no Campeonato Brasileiro.

No primeiro tempo, o São Paulo foi muito superior ao Inter. A zaga colorada não se entendeu com a bola e o VAR salvou o Inter de levar uma goleada ainda na primeira etapa (viu dois impedimentos no detalhe).

Aos 2 minutos de jogo, na primeira descida ao ataque do São Paulo, Rigoni recebeu bola enfiada pelo meio, e driblou Daniel. Ele chegou a ficar sem ângulo, mas ajeitou, enquadrou enganando a zaga do Inter, e finalizou estufando as redes, 1 a 0.

Depois do gol, o Inter continuou perdido em campo e passou 18 minutos sofrendo com os ataques do São Paulo. A zaga colorada virou um show de horror, com Daniel e o VAR salvando o Inter de tomar uma goleada.

Depois dos 20 minutos, o Inter conseguiu criar duas oportunidades no ataque. Em dois minutos, foram duas oportunidades desperdiçadas por Caio Vidal, em lances bem parecidos. Na primeira, ele chutou por cima. Na outra, Thiago Volpi saiu bem para abafar e fazer a defesa que evitou o empate. E foi só isso.

No segundo tempo, Aguirre mexeu na equipe, mas o Inter ficou mais ainda com jeito de time de peladeiro. O Inter não tinha força para atacar e os jogadores se atrapalhavam com a bola.

Aos 9 minutos da segunda etapa, o São Paulo ampliou o placar. Após falta pelo lado esquerdo de ataque, a defesa colorada afastou mal a cobrança para a entrada da área. Igor Gomes, de primeira, acertou um voleio, anotando um golaço, 2 a 0.

Após o segundo gol, o São Paulo deu uma recuada. Já o Inter continuou não se acertando com a bola e não levou perigo até o apito final.

Com o resultado, o Inter continua com dez pontos na tabela, em 30 disputados. Na próxima rodada, o Inter vai enfrentar o Grêmio, vai ser o clássico da crise na Arena.

Na coletiva, Aguirre comentou sobre o jogo diante do São Paulo. “Nós fizemos um jogo muito ruim, e precisamos assumir os erros para melhorarmos.”

O treinador colorado também ressaltou que precisa de mais tempo. “Precisamos de um pouco de tempo para transmitir as ideias e tempo para trabalhar, os treinos são mais de recuperação do que qualquer outra coisa”, disse.


Compartilhe: