Nova empresa responsável por coleta de lixo começa a atuar em Porto Alegre

Ela foi escolhida em um contrato emergencial após a anterior responsável pelo serviço, a B.A. Meio Ambiente, enfrentar uma greve dos funcionários.

Compartilhe:

A empresa Litucera Limpeza e Engenharia LTDA assumiu, nesta terça-feira (22), a coleta domiciliar de lixo em Porto Alegre. Ela foi escolhida em um contrato emergencial após a anterior responsável pelo serviço, a B.A. Meio Ambiente, enfrentar uma greve dos funcionários. A paralisação dura 14 dias e causou a suspensão do acordo.

A assinatura do contrato de prestação de serviço pelo prefeito Sebastião Melo ocorreu pela manhã. “A partir de hoje, iniciamos um novo capítulo para este importante serviço de zeladoria, que é a coleta de lixo. Esperamos que o novo parceiro preste um bom serviço. Reforço o apelo para que a população realize de forma correta a separação e o descarte do lixo para evitarmos maiores transtornos na cidade”, afirmou Melo, que ainda pediu que a população colabore a manter a cidade limpa.

Nesta terça-feira, 55 caminhões farão a coleta, mas o contrato prevê o uso de 79 caminhões. A frota completa estará nas ruas a partir desta quarta-feira (23), conforme a Prefeitura. As equipes compostas de motoristas e coletores somam 345 colaboradores.

(EPTC) vistoriaram A frota da Litucera foi vistoriada na segunda-feira (21) por engenheiros da EPTC (Empresa Pública de Transporte e Circulação). Só depois da aprovação, os veículos foram liberados para circular.

Contrato de seis meses

O contrato emergencial, com vigência de seis meses, foi assinado no último sábado, dia 19. Ou seja, será válido até, pelo menos, 19 de dezembro.

Conforme o o secretário Municipal de Serviços Urbanos, Marcos Felipi, o trabalho da secretaria será de fiscalizar para que a empresa cumpra todos os requisitos previstos no contrato. “Durante quase duas semanas, a força-tarefa formada por equipes da prefeitura e de parceiros foram incansáveis para manter a coleta domiciliar em dia na cidade. Agora, com a nova empresa terceirizada, o nosso trabalho é dar suporte e fiscalizar tanto o serviço prestado quanto o bem-estar dos funcionários”, garantiu.

A contratação de uma nova empresa para prestar o serviço de coleta domiciliar foi necessária após o rompimento do contrato com a B.A. Meio Ambiente Ltda. Em 8 de junho, os funcionários da B.A. iniciaram uma paralisação por descumprimento de direitos trabalhistas. Até a contratação de uma outra prestadora de serviços, a coleta domiciliar foi realizada por uma força-tarefa organizada pela prefeitura.


Compartilhe: