Tetra: após empate na Arena, Grêmio é mais uma vez campeão gaúcho

O Tricolor, que já havia vencido o primeiro jogo no Beira-Rio por 2 a 1, jogou uma partida inteligente diante do rival e sagrou-se campeão

Compartilhe:

Com um empate por 1 a 1 no Gre-Nal de hoje na Arena, o Grêmio conseguiu um feito que não alcançava há 33 anos: ser tetracampeão gaúcho. O Tricolor, que já havia vencido o primeiro jogo no Beira-Rio por 2 a 1, jogou uma partida inteligente diante do rival e sagrou-se campeão.

Primeiro tempo

O destaque foi mais uma vez Ferreira, que anotou gol mortal no final da primeira etapa quando a partida criava contornos tensos. Em um lance de ataque em que o Inter estava todo no campo gremista, o Tricolor retomou a bola e ela foi parar nos pés do camisa 11 do Grêmio. Ele avançou e, já dentro da área, cortou para o meio e chutou no canto de Lomba.

O gol levou o Inter abalado para o Intervalo. Com uma zaga sem Víctor Cuesta, contundido, o Colorado teve dificuldades nos primeiros 15 minutos de jogo para encaixar seu jogo, pois a marcação do Grêmio fechava cada espaço buscado pelo Inter. Mas depois, conduzido por Palacios, o Inter foi conseguindo encontrar o caminho da área gremista.

Mas então veio um desentendimento entre Rafinha e Yuri Alberto que causou a expulsão dos dois. Isso mudou a cara da partida, deixou o jogo mais aberto, o que favoreceu as pretensões gremistas. No entanto, é fato que faltou competência ofensiva ao time do Inter.

Segundo tempo

O início do segundo tempo foi marcado pela volta de Guerrero, que voltou a ser relacionado depois de se recuperar de um inchaço no joelho, ainda reflexo de lesão de ligamento sofrida no ano passado. Na etapa final o quadro do jogo era o já esperado – um Inter que precisava ir para um tudo ou nada e o Grêmio explorando os espaços que o Colorado deixava.

O Inter não criou nenhuma chance efetiva de bola construída, mas conseguiu em uma cobrança de falta, aos 21, um gol de cabeça com o capitão Rodrigo Dourado. Então Ramírez resolveu arriscar e retirou os laterais Rodinei e Moisés, pouco produtivos, e colocou Caio Vidal pela direita e Praxedes pela esquerda.

O Inter conseguiu um abafa de poucos minutos, mas depois as alterações de Tiago Nunes, que buscou neutralizar esse ataque pelas laterais e seguir explorando os espaços que o Inter já não tinha como não deixar. Acabou que o Grêmio teve mais chances de aumentar que o Inter de levar para os pênaltis.

Nos últimos minutos, praticamente não teve jogo. Cenas típicas de Gre-Nal. Provocações, discussões. Jogadores reclamando do lado de fora. Não houve tempo para mais nada. Fim de jogo. Grêmio amplia a hegemonia regional. Colorado segue na fila.

Situação e próximos jogos

Agora o campeão Grêmio finaliza sua participação na fase de grupos da Sul Americana. Já classificado, o Tricolor joga contra na quinta-feira contra o La Equidad, na Colômbia, às 21h30.

E o time Colorado também tem compromisso por competição internacional. O Inter joga o último jogo da fase de grupos da Libertadores na quarta-feira. Virtualmente classificado, o Inter pega o Always Ready, da Bolívia, às 19h, no Beira-Rio. Mas está em jogo ainda a primeira colocação do Grupo B, pois o Deportivo Táchira, que tem os mesmos 9 pontos do Inter, tem jogo contra o Olímpia no Paraguai.

Depois a dupla começa no final de semana sua participação no Campeonato Brasileiro.

Ficha Técnica

Grêmio

Brenno; Rafinha*, Geromel, Ruan e Diogo Barbosa (Bruno Cortez); Thiago Santos, Matheus Henrique (Lucas Silva), Maicon (Vanderson); Léo Pereira (Pepê), Ferreira, Diego Souza (Ricardinho)

*Expulso

Técnico: Tiago Nunes

Internacional

Marcelo Lomba; Rodinei (Caio Vidal), Lucas Ribeiro, Zé Gabriel e Moisés (Praxedes); Rodrigo Dourado; Edenílson (Paolo Guerrero) e Nonato (Léo Borges); Palácios (Lucas Ramos), Yuri Alberto* e Thiago Galhardo

*Expulso

Técnico: Miguel Ángel Ramírez

ARBITRAGEM
Árbitro: Leandro Vuaden
Auxiliar 1: Rafael da Silva Alves e
Auxiliar 2: Mauricio Coelho Silva Penna.
VAR: Anderson da Silveira Farias


Compartilhe: