Servidor público é preso por plantar maconha em Porto Alegre

Após as denúncias, os policiais passaram a monitorar a casa do servidor e elaboraram o pedido de Mandado de Busca e Apreensão.

Compartilhe:

Um servidor público estadual, de 41 anos, foi preso na tarde de quinta-feira (27) em Porto Alegre por cultivar entorpecentes em casa.

De acordo com a Polícia Civil, Na residência do homem, localizada próximo ao Presídio Central, no bairro Aparício Borges, foram encontrados seis pés de maconha, folhas secas e 300 sementes da mesma droga.

A Polícia Civil chegou até o homem após o recebimento de diversas informações via disque-denúncia de que um servidor público teria diversas plantas de maconha na sua residência.

Após as denúncias, os policiais passaram a monitorar a casa do servidor e elaboraram o pedido de Mandado de Busca e Apreensão, aceito pela Justiça.

Segundo a polícia, o homem confessou ser o proprietário da residência e dos pés de maconha, das sementes e que estava cultivando há aproximadamente um ano para uso medicinal.

Uma juíza pediu a prisão preventiva do servidor, que não teve a identidade divulgada. Conforme a Polícia civil, ele é servidor da Secretaria de Gestão, Governança e Planejamento do Estado do Rio Grande do Sul há quase 20 anos.


Compartilhe: