Secretaria da Saúde recebe 446,5 mil doses de vacinas contra a Covid

Com a entrega, o Estado recebeu ao todo cerca de 4,6 milhões de doses, pouco mais de 20% necessários para imunizar a população. 

Compartilhe:

O Rio Grande do Sul recebeu nesta segunda-feira (3) uma nova remessa de vacinas contra o coronavírus enviadas pelo Ministério da Saúde. São imunizantes Oxford/AstraZeneca. Com a entrega, o Estado recebeu ao todo cerca de 4,6 milhões de doses, pouco mais de 20% necessários para imunizar a população. Doses da Pfizer chegarão à noite.

Os imunizantes chegaram ao Aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre, às 8h55, no voo Latam LA4513, que saiu do Aeroporto de Guarulhos, em São Paulo. As doses serão encaminhadas ao Centro de Distribuição da Secretaria da Saúde.

Conforme a pasta, chegam nesta segunda-feira 413.750 doses da vacina de Oxford/AstraZeneca e 32.760 doses da Pfizer. O imunizantes da Pfizer, por necessitarem de refrigeração especial a -80°C e necessidade de diluição em soro fisiológico, serão usados apenas em Porto Alegre. Eles chegarão em um voo na noite desta segunda-feira.

“Com as novas doses da AstraZeneca, vamos conseguir avançar bastante nas comorbidades, chegando até a fase 2 desse grupo e vacinando mais da metade do público total estimado, que é de pouco mais de 1 milhão de pessoas no RS. Nossa expectativa é vacinar todas as comorbidades ainda em maio”, afirma a secretária da Saúde, Arita Bergmann.

Na fase 2 das comorbidades, será aberta a vacinação para pessoas com deficiência permanente cadastradas no BPC (Benefício de Prestação Continuada) e gestantes e puérperas independentemente de condições pré-existentes e divididas por idade, assim como ocorre no grupo dos idosos.

Vacinação avança, mas percentual ainda é baixo

Apesar da chegada de novos lotes de vacinas ao Rio Grande do Sul, o percentual de vacinação entre a população é baixo. Menos da metade dos grupos prioritários recebeu uma dose dos imunizantes, o que já protegeria parcialmente contra a Covid-19.

Dados da Secretaria da Saúde apontam que foram aplicadas 3.224.952 doses no Rio Grande do Sul. Dessas, 2.272.527 são primeiras doses e as 952.425 da segunda dose. Isso representa 44% dos grupos prioritários, ou 19,89% da população do Estado. O total de segunda doses é baixo, também, pelo atraso no recebimento de mais doses da CoronaVac, produzida pelo Instituto Butatan. Em março, o Ministério da Saúde determinou que todas as doses estocadas fossem usadas para a primeira dose.

A população residente no Rio Grande do Sul é estimada em 11.329.605 habitantes. Como nas vacinas que o Estado recebeu – Oxford/AstraZeneca, CoronaVac e Pfizer – são necessárias duas doses, o Estado necessita de, pelo menos, 22.659.210 doses para vacinar toda a população.


Compartilhe: