RS segue na bandeira vermelha e governo e adia anúncio do novo sistema de distanciamento

A decisão ocorreu após reunião do Gabinete de Crise. Segundo o governo do Estado, o novo sistema será anunciado a partir de 13 de maio.

Compartilhe:

O governo do Rio Grande do Sul anunciou nesta quinta-feira (6) a prorrogação do atual modelo transitório de Distanciamento Controlado para ampliar o diálogo sobre o novo sistema.

A decisão ocorreu após reunião do Gabinete de Crise. Segundo o governo do Estado, o novo sistema será anunciado a partir de 13 de maio e entrará em vigor no dia 15.

“Até lá, todo o Rio Grande do Sul seguirá em bandeira vermelha e deve observar os protocolos de risco alto do Distanciamento Controlado, sem cogestão”, disse o governo em nota.

Inicialmente, a ideia era que a nova ferramenta de gestão da crise sanitária em estudo entrasse em vigor no dia 10 de maio, data em que o atual modelo completa um ano.

No entanto, o adiamento foi definido pelo governador Eduardo Leite, secretários e integrantes do Gabinete de Crise para que o diálogo com a sociedade possa ser ampliado antes de consolidar o novo sistema de distanciamento.

Encontros

O governo agendou uma reunião virtual com deputados e prefeitos para essa sexta-feira (7) e outros dois encontros no sábado (8), um com especialistas em saúde e outro com setores produtivos.

“O objetivo é apresentar a proposta do sistema de alertas que substituirá o modelo de bandeiras e ouvir as sugestões dos diversos segmentos”, disse o governo.

Segundo o Palácio Piratini, haverá um prazo até terça-feira (11) para que as sugestões sejam encaminhadas ao Gabinete de Crise, que apresentará o novo sistema consolidado a partir da quinta-feira (13).

Com isso, a ideia do Governo do Estado é que as novas regras passem a valer a partir da 0h de sábado (15) no Rio Grande do Sul.

 


Compartilhe: