Porto Alegre aplica vacinas Pfizer em gestantes após suspensão do uso da AstraZeneca

Apenas quatro unidades fazem a aplicação em gestantes. Cidades do Interior, por não terem CoronaVac nem para segunda dose, devem acabar por suspender imunização.

Compartilhe:

A Prefeitura de Porto Alegre vai utilizar a vacina da Pfizer para vacinar grávidas a partir desta terça-feira (11). A decisão ocorre depois da Anvisa determinar a suspensão do uso da vacina AstraZeneca em grávidas. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária investiga a morte de uma gestante, ocorrida no Rio de Janeiro.

Conforme a Secretaria da Saúde da Capital, a pasta decidiu suspender imunização de gestantes com a vacina AstraZeneca/Oxford “até que se tenham informações mais claras”. Não há prazo de quando a imunização será retomada.

A imunização das gestantes com vacinas da Pfizer ocorrerá em quatro postos da Capital. Os locais são a Unidade de Saúde do IAPI, Santa Marta, Modelo e Santa Cecília. O atendimento ocorre das 8h às 17h.

A orientação da Anvisa é que a indicação da bula da vacina AstraZeneca seja seguida pelo PNI (Programa Nacional de Imunização). A decisão é resultado do monitoramento de eventos adversos feito de forma constante sobre as vacinas contra a covid-19 em uso no país.

“O uso off label de vacinas, ou seja, em situações não previstas na bula, só deve ser feito mediante avaliação individual por um profissional de saúde que considere os riscos e benefícios da vacina para a paciente. A bula atual da vacina contra a covid-19 da AstraZeneca não recomenda o uso da vacina sem orientação médica”, ressaltou a Anvisa.

O que diz a Prefeitura de Porto Alegre

⚠️ RECADO IMPORTANTE: Em virtude da nota divulgada pela Anvisa sugerindo que deve ser evitada a vacinação de gestantes com a vacina Oxford/AstraZeneca, a Secretaria Municipal Saúde decidiu suspender imunização de gestantes com esta vacina até que se tenham informações mais claras. 

A Secretaria Municipal de Saúde orienta as gestantes a se direcionarem às 4 unidades de saúde onde são disponibilizadas as vacinas da Pfizer: IAPI, Santa Marta, Modelo e Santa Cecília, das 8h às 17h.

Outras cidades devem suspender imunização

Outros municípios do Rio Grande do Sul devem paralisar a imunização de gestantes devido à suspensão do uso da vacina AstraZeneca. O motivo é a falta de doses da CoronaVac, única vacina que estaria disponível em cidades do Interior gaúcho. Mas, como não há doses sequer para fazer a segunda dose da imunização, as gestantes não possuem opção para receberem doses contra a Covid-19.

As vacinas da Pfizer, por necessitarem de refrigeração especial, a -80°C, diluição em soro fisiológico e uso máximo em cinco dias após sair do congelamento, estão restritas apenas à Porto Alegre.


Compartilhe: