Juventude ganha do Inter e técnico colorado diz que empate seria o resultado mais justo

No jogo, o Juventude anulou taticamente a equipe de Miguel Ángel Ramírez. O Inter voltou a ser lento e desorganizado.

Compartilhe:

Inter e Juventude se enfrentaram na tarde deste domingo (2) para  disputar os primeiros 90 minutos das semifinais do Campeonato Gaúcho 2021.

No castigado gramado da Montanha dos Vinhedos, em Bento Gonçalves, o Inter acabou superado pelos mandantes, placar de 1 a 0. Com o resultado, o colorado joga por vitória de dois ou mais gols de diferença na partida de volta, no Beira-Rio, às 19h do próximo sábado (8). Se ganhar por um gol, a decisão da vaga será nos pênaltis.

No jogo, o Juventude anulou taticamente a equipe de Miguel Ángel Ramírez. O Inter voltou a ser lento e desorganizado.

Mais retraído, o Juventude levou perigo principalmente nos escapes de Wescley. O gol do time da Serra saiu aos 26 minutos em um chute forte de Marcos Vinicios, que estorou o travessão antes de cair e cruzar a linha.

Na coletiva pós jogo, o técnico do Inter comentou sobre a partida diante do Juventude. “Sabíamos da dificuldade que teríamos aqui”, disse.

“Creio que para o tanto de tempo que temos trabalhado, perder de 1 a 0 fora de casa, contra uma equipe de série A, podendo ter ganhado, estivemos mais perto de ganhar do que de perder. Nos dois casos, o resultado mais justo teria sido o empate. Hoje tivemos mais dificuldades por causa do gramado. Contra o Grêmio tivemos mais chances e controle”, completou Ramírez.

Já o técnico do Juventude valorizou a vitória sobre o Inter. “Conseguimos estudar o modelo de jogo do Inter e neutralizar os pontos fortes deles. E não deixamos de jogar”, disse Marquinhos Santos.

“Fizemos um jogo de posição, equivalemos com o time deles. Para quem gosta de um jogo tático, foi muito próximo de uma excelência. Até em preparação para a Série A. Hoje o grupo mostrou esse entendimento tático da partida”, ressaltou.

Escalação 

Juventude: Marcelo Carné; Paulo Henrique, Vitor Mendes, Rafael Forster e Eltinho (Alyson); João Paulo, Matheus Jesus (Elton) e Wescley (Bocheca); Capixaba, Marcos Vinicios e Matheus Peixoto (Rafael Grampola).
Técnico: Marquinhos Santos

Inter: Marcelo Lomba; Heitor, Lucas Ribeiro (Rodrigo Lindoso), Cuesta e Moisés; Rodrigo Dourado, Edenílson (Nonato) e Maurício (Thiago Galhardo); Palacios (Caio Vidal), Patrick (Praxedes)e Yuri Alberto.
Técnico: Miguel Ángel Ramírez


Compartilhe: