Instituto realiza mapeamento cultural em Taquara

O projeto do mapeamento cultural será executado por meio Edital Criação e Formação Diversidade das Culturas, da Fundação Marcopolo.

Compartilhe:

O mês de maio começou com novidades para o município de Taquara. Isso porque o Instituto Gaúcho Pró-Cidadania, antes chamado de Coletivo Pró-Cidadania, lançou oficialmente o mapeamento cultural do município.

A iniciativa tem o objetivo de entender o cenário cultural que tem papel fundamental na cidade. Para isso, serão mapeadas as seguintes categorias: Agentes Culturais (individuais – PF, coletivos formais e informais, empresas, OSC, etc), Espaços Culturais, Eventos e Projetos.

Segundo a Coordenadora-Geral do projeto, Vanessa Sanches, o mapeamento é uma ferramenta necessária para a estruturação de políticas públicas para a área de cultura de Taquara.

“A falta de informações a respeito deste setor é uma das principais surpresas que se tem ao consultar gestores públicos, secretarias, bibliotecas, bancos de dados, entidades de representação artística, produtores, entre outros interessados no tema. Nem mesmo os tão famosos mecanismos de busca pela web são capazes de descobrir onde estão”, relata Vanessa.

O projeto do mapeamento cultural será executado por meio Edital Criação e Formação Diversidade das Culturas, da Fundação Marcopolo, e realizado a partir dos recursos assegurados pela Lei nº 14.017, de 29 de junho de 2020, nomeada de Lei Aldir Blanc.

Ela foi criada com o objetivo de promover ações para garantir uma renda emergencial para trabalhadores da Cultura, assim como a manutenção de espaços culturais brasileiros durante o período de pandemia da Covid‐19.


Compartilhe: