Fiscalização encerra festa clandestina e baile funk em Porto Alegre

Compartilhe:

Festas clandestinas e aglomerações foram dispersadas pelos agentes que atuam na operação integrada das forças de segurança da Capital. As ações visam manter o cumprimento das normas de segurança sanitária contra a Covid-19. Festas e aglomerações estão proibidas por decreto municipal e estadual por causa do risco de contágio pelo coronavírus.

Entre os eventos irregulares interrompidos, está uma festa clandestina com 40 pessoas no bairro Chácara das Pedras, na zona norte da Capital gaúcha. Além da festa, um baile funk no Loteamento Santa Terezinha, antiga Vila dos Papeleiros, no bairro Floresta, foi encerrado.

Também foram dispersadas aglomerações nas ruas Fernando Machado (Centro Histórico), República e Lima e Silva (Cidade Baixa), Padre Chagas (Moinhos de Vento) e na Orla Moacyr Scliar. Houve uma denúncia de festa clandestina na avenida Faria Lobato, no bairro Sarandi, mas a Guarda Municipal constatou ser um churrasco em casa de família. O proprietário atendeu as orientações e encerrou o evento.

“Conforme o desenrolar das operações, notamos uma maior informação e conscientização por parte da população da necessidade do cumprimento das normas de segurança sanitária para podermos continuar aliando o desenvolvimento econômico com a preservação das vidas” , disse Marcelo Nascimento, comandante da Guarda Municipal. Além dela, a EPTC (Empresa Pública de Transporte e Circulação) e Brigada Militar participam das ações para dispersar aglomerações e encerrar festas.


Compartilhe: