De virada, Grêmio vence o Inter e constrói vantagem para decisão do Gauchão

Com a vantagem, o Grêmio garante o tetracampeonato Gaúcho com um empate na Arena, no próximo domingo.

Compartilhe:

O Grêmio venceu o Inter, por 2 a 1, de virada, neste domingo (16) no estádio Beira-Rio, e largou em vantagem na disputa do título do Campeonato Gaúcho 2021.

Os minutos iniciais foram movimentados, com muita disputa entre as duas equipes. Aos 5 minutos do primeiro tempo, o Inter chegou com perigo, quando Nonato tentou passar pro Brenno, mas acabou caindo em lance normal.

Já o Grêmio respondeu logo na sequência, pela esquerda, com Diego Souza cruzando na área, mas Marcelo Lomba defendeu com tranquilidade.

Mas aos 17 minutos, o técnico Tiago Nunes precisou fazer sua primeira substituição na partida: devido a lesão, Luiz Fernando deixou o gramado para a entrada de Léo Pereira.

Aos 20 minutos, o Grêmio tentou investir no ataque com Geromel. Ele fez uma linda jogada individual pela meia esquerda, cortando a marcação e chutando forte, mas a bola passou à direita da meta colorada.

Quatro minutos depois, o Tricolor tentou tramar um novo lance, quando Maicon acionou Ferreira na esquerda, mas a marcação Colorada foi eficaz e cortou.

Mas com 26 minutos, o Inter abriu o marcador com Thiago Galhardo. Edenilson recebeu um lançamento na área e cruzou para o atacante, que conseguiu completar para as redes.

Após o gol, o Inter recuou bastante. Uma nova chance gremista saiu dos pés de Ferreira, que fez um bom lance individual e chutou forte, mas a bola passou por sobre a meta. Na sequência, o atacante cruzou, Victor Cuesta furou em bola, mas ela acabou saindo pela linha de fundo.

Aos 42 minutos, Ferreirinha fez um novo cruzamento na área. O goleiro colorado saiu do gol e Diego Souza se aproveitou para desviar de cabeça, mas a zaga cortou.

Nos acréscimos, a melhor chance de gol tricolor. Matheus Henrique ficou cara a cara com Marcelo Lomba, mas o goleiro colorado saiu do gol e defendeu o chute do volante.

Segundo tempo

Os instantes iniciais do segundo tempo foram de superioridade tricolor. Logo aos 2’, Ferreirinha passou pela marcação adversária, mas Rodinei conseguiu barrar o atacante. Na sobra, Marcelo Lomba afastou de soco.

Dois minutos depois, Ferreirinha deu um passe para Diogo Barbosa, que foi a linha de fundo e cruzou na pequena área, quase dentro do gol. Moisés conseguiu o corte.

Aos 8 minutos, o Inter respondeu com Palacios que recebeu na esquerda e chutou forte. A bola bateu na rede pelo lado de fora. No minuto seguinte, Diogo Barbosa venceu a marcação e cruzou buscando Léo Pereira, mas a bola acabou pela linha de fundo.

Aos 12 minutos, o Grêmio foi efetivo e alcançou o empate. Em cobrança de falta, Lucas Silva colocou na área e Diego Souza completou de cabeça para o fundo das redes, marcando o primeiro gol gremista, 1 a 1.

Aos 23, os colorados ameaçaram com um chute de longa distância de Cuesta, que pegou a sobra e chutou. Brenno defendeu com tranquilidade.

Passados 31 minutos, o Grêmio chegou com Ruan, pelo meio, se livrando da marcação, mas Lomba saiu do gol para segurar. Em resposta, Nonato cruzou, Rafinha cortou parcialmente e a bola sobrou para Caio, que chutou. Brenno fez uma grande defesa.

Aos 43 minutos, Léo Pereira fez um cruzamento na área, na cabeça de Ricardinho, que desviou de cabeça para o fundo das redes, virando o marcador no Beira-Rio, 2 a 1.

Nos acréscimos, Caio fez um cruzamento para Marcos Guilherme, que completou, mas acertou a trave. Brenno ainda salvou, mandando a bola pela linha de fundo.

Com a vantagem, o Grêmio garante o tetracampeonato gaúcho com um empate na Arena, no próximo domingo. Para o Inter reverter a situação precisa vencer com dois gols de diferença no tempo normal. No caso de uma vitória colorada por um gol, a decisão será nos pênaltis.

Escalação

Inter: Marcelo Lomba; Rodinei, Cuesta, Zé Gabriel (Lucas Ribeiro) e Moisés; Dourado, Edenilson, Nonato (Marcos Guilherme), Maurício (Praxedes) e Palacios (Yuri Alberto); Thiago Galhardo (Caio Vidal).
Técnico: Miguel Ángel Ramírez.

Grêmio: Brenno; Rafinha, Geromel, Ruan e Diogo Barbosa; Lucas Silva (Fernando Henrique), Matheus Henrique, Maicon (Darlan), Luiz Fernando (Léo Pereira) e Ferreira; Diego Souza (Ricardinho). Técnico: Tiago Nunes.


Compartilhe: