Air France e Airbus serão julgadas pela tragédia do voo 447

A decisão anula uma medida de 2019 que foi a favor da companhia aérea e da fabricante de aeronaves.

Compartilhe:

O Tribunal de Apelações de Paris decidiu nesta quarta-feira (12) que as empresas Air France e Airbus sejam julgadas por homicídio culposo por terem responsabilidade indireta na tragédia do voo AF447, entre Rio de Janeiro e a capital francesa, que deixou 228 mortos em 2009.

A decisão anula uma medida de 2019 que foi a favor da companhia aérea e da fabricante de aeronaves.

No anúncio da sentença, os familiares das vítimas do acidente se emocionaram no tribunal. Já os advogados da Airbus disseram que foi uma “decisão injustificada” e vão apelar para a Suprema Corte francesa.

O advogado da Air France, por sua vez, negou que a companhia aérea tenha cometido algum crime.

No dia 1º de junho de 2009, um Airbus A330 da Air France caiu no meio do Oceano Atlântico, após um problema em seus sensores de velocidade, chamados tubos de Pitot.


Compartilhe: