Polícia Civil identifica responsáveis por quebrar vidraças em Porto Alegre e região metropolitana

O autor dos disparos com uma arma de pressão teria cometido os crimes contra o patrimônio por “diversão”, conforme a polícia.

Compartilhe:

A Polícia Civil identificou os responsáveis de uma série de atos de vandalismo contra estabelecimentos comerciais. Mais de 60 vidraças foram quebradas com uso de uma arma de chumbinho em Porto Alegre, em Gravataí e Viamão. O autor dos disparos com uma arma de pressão teria cometido os crimes por “diversão”, conforme a polícia.

Os suspeitos são um homem de 35 anos, motorista do caminhão usado nos ataques e um homem de 21 anos, que teria praticado os disparos. Ao menos 64 locais foram alvos da depredação entre terça e quarta-feira. A Polícia Civil abriu 43 ocorrências para investigar os fatos.

O motorista do caminhão é funcionário de uma empresa de entregas de Gravataí. O mais jovem é filho do dono da empresa. Durante os atos de vandalismo, foi usada uma arma de pressão, que dispara esferas de chumbinho. Ao atingirem as vidraças, as esferas quebram os vidros imediatamente.

O homem, responsável pelos disparos, relatou que os ataques foram feitos por “diversão”. Os dois indivíduos devem ser indiciados por dano ao patrimônio. A identificação dos suspeitos foi realizada através de imagens de câmeras de segurança, que mostravam um mesmo caminhão branco passando em todos os locais.

Conforme os delegados que apuram o caso, estima-se que apenas em Porto Alegre o prejuízo seja de, pelo menos, R$ 100 mil.


Compartilhe: