Imama RS busca fundos para sobrevivência do instituto

Imama RS busca fundos para sobrevivência do instituto

Compartilhe:

O Instituto da Mama do Rio Grande do Sul (Imama RS) está buscando apoio para angariar fundos e auxiliar na sobrevivência do instituto.

A partir de maio deste ano, todos os projetos foram adaptados e enquadrados às leis de incentivos fiscais. Devido a pandemia, a instituição sofre com a queda na arrecadação de fundos originados pelos eventos presenciais.

Entre os projetos apresentados este ano pelo Imama RS, há o Circuito Echefs de Gastronomia RS. Encontro reúne chefs de cozinha do RS em prol da causa rosa. Nessa nova versão, engloba seis cidades gaúchas no cronograma. Outro projeto é o “Que Câncer é Esse”, que oportunizará o esclarecimento da sociedade sobre cinco tipos de câncer: mama, próstata, pulmão, hematológicos e de intestino – além de possibilitar um mapeamento dos casos de câncer na região Sul.

De acordo com as leis de incentivo, qualquer pessoa física que tenha imposto de renda a declarar, ou empresa tributada pelo lucro real, pode utilizar os mecanismos das Leis de Incentivos, sejam jurídicas ou físicas, por meio de doação ou patrocínio.

“Frente a gravidade de tudo que vem acontecendo, muitas pacientes ficaram mais vulneráveis, correndo maiores riscos de vida, e portanto, mais do que nunca, o instituto precisa continuar salvando vidas. Estamos criando novos movimentos, para que outras pessoas e empresas, possam estar conectadas a causa rosa”, adianta a presidente do Imama RS, a médica Maira Caleffi.

Mais informações sobre o Imama em www.imama.org.br,  ou através do Whatsapp (51) 99565 1174. Toda a renda arrecadada com as vendas de camisetas e demais itens disponíveis no site do Imama RS é revertida ao instituto.


Compartilhe: