Festa com 200 pessoas no Centro de Porto Alegre é interrompida por fiscalização

Também foram dispersadas aglomerações nas ruas Padre Chagas, Lima e Silva, Fernando Machado, Andradas, na Orla Moacyr Scliar e na Praça Osvaldo Mazzola, no bairro Humaitá.

Compartilhe:

A noite de sexta (16) e a madrugada de sábado (17) foi de mais trabalho para as forças de segurança pública em Porto Alegre. As ações de fiscalização são realizadas por uma força-tarefa da Guarda Municipal, com apoio de policiais da Brigada Militar e de agentes de trânsito da EPTC (Empresa Pública de Transporte e Circulação).

Em uma das fiscalizações, a prefeitura interditou estabelecimento que reuniu cerca de 200 pessoas em festa no Centro Histórico. O dono do local foi autuado pela força-tarefa. Conforme as regras de restrição devido à pandemia da Covid-19, os estabelecimentos têm hora certa para fechar e não podem promover aglomerações.

Também foram dispersadas aglomerações nas ruas Padre Chagas, Lima e Silva, Fernando Machado, Andradas, na Orla Moacyr Scliar e na Praça Osvaldo Mazzola, no bairro Humaitá.

Na Orla Moacyr Scliar, os agentes flagraram carros estacionados com o som ligado em alto volume, por volta das 3h15 da manhã. atraindo Após a abordagem e a consequente dispersão do público, foi formada uma barreira pelas forças de segurança e todos os veículos passaram por vistoria.

“Trabalhamos visando ao cumprimento da legislação e a consequente garantia da segurança sanitária da população”, disse o comandante da Guarda Municipal Francisco do Nascimento Silva.

Enquanto uns aglomeram, mais de 660 pessoas estão em UTIs da Capital gaúcha lutando pela vida. São pacientes suspeitos ou confirmados com Covid-19. Porto Alegre tem 96,27% das UTIs ocupadas na manhã deste sábado.


Compartilhe: