Dispositivo vai detectar pessoas sem máscara em Porto Alegre

O dispositivo será instalado em escolas municipais de Porto Alegre. A escola Emílio Meyer será a primeira a contar com a tecnologia.

Compartilhe:

Com tecnologia própria, a Procempa criou um dispositivo para o retorno às aulas em Porto Alegre. O objetivo é conseguir mais segurança sanitária.

Batizado de Olho Mágico, o equipamento é capaz de detectar pessoas sem máscara. Uma câmera sinaliza indivíduos que estejam circulando sem a proteção e envia um alerta para um grupo composto pela comunidade da escola.

De acordo com a Prefeitura de Porto Alegre, o papel desse grupo é ir ao encontro do indivíduo e lembrá-lo sobre a importância do uso da máscara.

Segundo a prefeitura, o dispositivo será instalado em escolas municipais de Porto Alegre. A escola Emílio Meyer será a primeira a contar com a tecnologia. Ao todo, três equipamentos serão instalados em locais de circulação na escola.

Para a presidente da Procempa, Letícia Batistela, o papel do dispositivo é educativo. “A ideia é usar a tecnologia à favor da escola e da segurança da comunidade, alertando sobre a importância da proteção neste momento.”

“Iniciativas como essa nos mostram que temos um cenário realmente favorável a um retorno seguro”, apontou a secretária de Educação, Janaina Audino.


Compartilhe: