Boletim alerta para massas de ar frio e geada no Rio Grande do Sul

O prognóstico climático indica para os meses de abril e maio chuvas um pouco abaixo da média em praticamente todo o Estado.

Compartilhe:

Os próximos meses serão caracterizados pelas incursões de massas de ar frio, oriundas do sul do continente, que provocarão o declínio das temperaturas no Rio Grande do Sul.

Durante abril, maio e junho poderão ser observadas formações de nevoeiros e geadas pelo território gaúcho. É o que aponta do Copaaergs (Conselho Permanente de Agrometeorologia Aplicada do Estado do Rio Grande do Sul).

As previsões apresentadas para o trimestre são resultado do Modelo Regional Climatológico implementado no Centro de Pesquisas e Previsões Meteorológicas (CPMet/UFPel) e do modelo do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet).

Segundo a coordenadora do Copaaergs, Loana Cardoso, o prognóstico climático indica para os meses de abril e maio chuvas um pouco abaixo da média em praticamente todo o Estado, exceto no litoral, onde ficarão próximas da média.

Para o mês de junho as chuvas também deverão ficar um pouco abaixo da média, exceto no extremo sul e noroeste, onde deverão apresentar valores próximos à média.

“Para as temperaturas médias, o prognóstico climático indica que, no mês de abril, as temperaturas deverão ficar acima da média. Para os meses de maio e junho, o prognóstico indica temperaturas abaixo da média, com incursões de massas de ar frio, mais intensas e frequentes”, destaca Loana.

O boletim do Copaaergs é elaborado a cada três meses por especialistas em Agrometeorologia de 14 entidades públicas estaduais e federais ligadas à agricultura e ao clima.


Compartilhe: