Veja quais são os grupos prioritários da nova remessa de Coronavac

A secretária da Saúde, Arita Bergmann, explica que todas as doses distribuídas nesta etapa serão referentes à primeira aplicação.

Compartilhe:

Secretaria da Saúde e do Cosems-RS (Conselho das Secretarias Municipais de Saúde do Rio Grande do Sul)  definiram nesta quarta-feira (17) os grupos prioritários da nova remessa de CoronaVac.

Idosos de 73 a 76 anos, profissionais de saúde ainda não imunizados e bombeiros militares operando em conjunto com o Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) fazem parte da população que poderá tomar a primeira dose da vacina contra a Covid-19 nos próximos dias.

As 318,2 mil ampolas de CoronaVac, do Instituto Butantan, que chegaram na manhã desta quarta, serão entregues aos municípios gaúchos na quinta-feira (18) para dar continuidade à campanha de vacinação no Rio Grande do Sul.

Os municípios da 18ª Coordenadoria Regional de Saúde, com sede em Osório, receberão 4 mil doses a mais para compensar as da primeira aplicação realizadas no Litoral durante o período de veraneio, em vez de ocorrerem no município de origem do vacinado.

Mil doses ficarão armazenadas na Central Estadual de Armazenamento e Distribuição de Imunobiológicos, em Porto Alegre, para repor ampolas que tenham sofrido variação de temperatura para mais de 8°C em algum momento do trajeto até o destino.

“Não podemos deixar vacina parada. Vacina é para estar no braço dos gaúchos”, defendeu o secretário executivo do Cosems, Diego Espíndola.

A secretária da Saúde, Arita Bergmann, explica que todas as doses distribuídas nesta etapa serão referentes à primeira aplicação.

“Frente à atual produção do Butantan e considerando que temos margem ainda de, pelo menos, duas semanas até precisarmos vacinar com a segunda dose as pessoas contempladas pela última remessa, decidimos usar todo o estoque atual para a primeira dose de mais gaúchos.”


Compartilhe: