Por que é preciso continuar tomando cuidados mesmo após a vacinação?

Mesmo após a segunda dose, é preciso manter os cuidados essenciais como distanciamento social e uso de máscara, pois a imunidade não começa logo.

Compartilhe:

Circulam pelas redes sociais boatos de que pessoas infectadas pelo novo coronavírus teriam morrido mesmo após receberem a vacina contra a doença.

Um desses é o caso do médico Fernando Ramalho, diretor de um hospital na Paraíba, que morreu devido às complicações da Covid-19.

“De fato, o médico foi vítima do vírus, mas tinha tomado apenas a primeira dose do imunizante. Vale ressaltar que uma pessoa vacinada só adquire a imunidade completa contra a doença após a segunda dose, pois antes disso o corpo não teve tempo de desenvolver anticorpos e defesa celular contra o coronavírus”, afirmou o Instituto Butantan.

Mesmo após a segunda dose, é preciso manter os cuidados essenciais como distanciamento social e uso de máscara, pois a imunidade não começa logo após a segunda dose do imunizante.

“Cada organismo reage de uma forma, dependendo de fatores como idade e sistema imunológico do indivíduo, mas, em geral, a proteção começa 14 dias após a segunda dose”, ressaltou o instituto.

Outro ponto importante é que o paciente pode contrair o vírus e só apresentar sintomas em até 14 dias depois do contágio.

“Por isso, o médico Fernando Ramalho pode também ter tomado a vacina neste intervalo entre o dia em que foi infectado e o aparecimento dos primeiros sinais. Isso não significa que ele adoeceu por causa da vacina e nem que o imunizante tenha falhado”, disse.

Segundo o instituto, para voltarmos aos antigos hábitos, é essencial esperar que grande parte da população tenha sido vacinada. Mesmo após imunizados, ainda podemos transmitir o vírus para pessoas que ainda não tomaram a vacina.

“A vacina do Butantan [Coronavac] é segura, eficaz e aprovada pelos órgãos responsáveis. É aplicada em duas doses, com intervalo de duas a quatro semanas entre elas”, finalizou.


Compartilhe: