Pagamento por WhatsApp será aprovado em breve, afirma presidente do Banco Central

Em junho do ano passado, o Banco Central suspendeu o teste que o Facebook, empresa dona do WhatsApp, tinha começado a fazer no Brasil.

Compartilhe:

Suspenso enquanto aguarda análise do Banco Central, o serviço de pagamentos por meio do WhatsApp deverá ser autorizado em breve no Brasil, disse nesta terça-feira (30) o presidente do órgão, Roberto Campos Neto.

Segundo ele, a ferramenta será uma inovação financeira, ao juntar mensagens, conteúdo e meios de pagamentos.

“Se eu tenho isso, o WhatsApp vai ser aprovado em breve para fazer pagamentos no Brasil. Vejo um casamento entre mídia social e o mundo de finanças, os controladores têm de entender como regular, enfrentar e o que significa para competição na sociedade”, disse Campos Neto.

Em junho do ano passado, o Banco Central suspendeu o teste que o Facebook, empresa dona do WhatsApp, tinha começado a fazer no Brasil.

Em parceria com as operadoras Visa e Mastercard, pessoas físicas e empresas poderiam usar a função pagamento dentro do aplicativo para transferirem dinheiro e fazerem pagamentos dentro do país e em reais.

O Banco Central, na época, interrompeu o serviço para verificar os riscos da nova tecnologia.


Compartilhe: