Hospital de Clínicas fecha emergência Covid devido a superlotação: “situação calamitosa”

Compartilhe:

O HCPA (Hospital de Clínicas de Porto Alegre) fechou a emergência dedicada aos casos de Covid-19. O motivo é a superlotação da estrutura, o que impede o atendimento adequado de todos os pacientes. A emergência não-Covid mantém funcionamento normal.

Conforme o Hospital de Clínicas, a estrutura atende 88 pacientes, dos quais 48 em condições críticas e 24 necessitando de ventilação mecânica. O CTI (Centro de Terapia Intensiva) Covid do hospital já atende com 132% de ocupação.

Na manhã desta segunda-feira (15), são 211 pacientes em atendimento no CTI. Destes, 127 têm diagnóstico positivo para Covid-19 e outros 24 são suspeitos de terem contraído a doença, totalizando 151. Outras 46 pessoas estão aguardando leito de UTI na emergência dedicada ao tratamento de coronavírus.

Por causa disso, o Clínicas só atende pacientes levados pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) e da central de regulação de leitos da prefeitura de Porto Alegre. Pacientes com sintomas gripais que procurarem a instituição não serão atendidos na emergência.

O HCPA realiza nova avaliação sobre a situação da emergência nesta segunda-feira. Após a discussão, devem ser anunciadas “determinações em relação à situação calamitosa enfrentada”, diz o hospital.


Compartilhe: