Grêmio perde de novo e Palmeiras leva taça da Copa do Brasil

Compartilhe:

O Palmeiras se sagrou tetracampeão da Copa do Brasil neste domingo (7) contra o Grêmio. As duas equipes foram a campo no Allianz Parque, em São Paulo, pelo segundo jogo da decisão. O placar final foi 2 a 0 para o alviverde paulista, em uma partida em que o Tricolor pouco incomodou.

O Palmeiras já havia vencido o primeiro jogo por 1 a 0 em Porto Alegre, no último domingo, com gol de cabeça do zagueiro Gustavo Gómez. No lance em questão, o goleiro Paulo Victor, um dos nomes negativos da final, falhou, espalmando a bola para dentro do gol.

Na partida de hoje, ele voltaria a ser “protagonista”. Depois de uma primeira etapa em que o Grêmio só fez frente ao Palmeiras nos primeiros minutos, o alviverde abriu o placar já no início do segundo tempo.

Aos 7, Raphael Veiga dominou a bola na intermediária defensiva e conduziu com muita intensidade até o campo de ataque. Na zona ofensiva, ele tocou para Wesley que, já dentro da área, chutou de esquerda para o gol. Paulo Victor chegou a tocar na bola, mas não foi o suficiente.

O Grêmio tentou ir ao ataque. Renato colocou Ferreira e Guilherme Azevedo. Mas o Tricolor pouco produzia. Ou nada, praticamente. Aos 23, o treinador gremista, que renovou contrato essa semana, pôs Jean Pyerre, que havia sido preterido por Thaciano no início da partida. Mas já era tarde e, de novo, foi insuficiente.

Todo aberto, improdutivo e já no desespero, com Churín no lugar de Kannemann, os gaúchos viram o Palmeiras ampliar. Aos 39, em um contra-ataque, marca do treinador português Abel Ferreira, Willian aciona Gabriel Menino, que dribla Matheus Henrique e chuta entre as pernas de Paulo Victor.

O Palmeiras teve mais uma grande atuação. É um dos grandes times do país no momento. Possui um coletivo formidável, que alterna momentos de pressão, mas também sabe jogar em transição quando necessário.

Além disso, tem uma mescla de experiência e juventude muito bem equalizada. O time titular tem nomes como Weverton (33), Marcos Rocha (32), Felipe Melo (37) e Luiz Adriano (33). Mas conta também com uma nova geração que vem com tudo.

Os dois jogadores que marcaram os gols hoje são jovens. Wesley tem 21 anos e Gabriel Menino, 20. Fora outros nomes como Patrick de Paula, por exemplo.

Já Renato, pelo menos hoje, foi pelo outro caminho. Optou por Thaciano ao invés de Jean Pyerre, talvez na pretensão de dar mais consistência ao meio, mas não obteve sucesso. A escolha por Paulo Victor também tem sido bastante questionada. O Grêmio entra na temporada 2021 precisando rever algumas convicções.

Situação e próximos jogos

E essa reflexão terá de ser rápida. Com a perda do título de hoje, o Grêmio já precisa se concentrar para a próxima quarta-feira pela estreia na pré-Libertadores. O jogo é contra o peruanos do Ayacucho, às 21h30, na Arena

Pelo Gauchão, o próximo jogo do Grêmio é contra o São José, mas a partida, em função da Copa do Brasil, ainda não tem data e horário definidos.

Ficha técnica

Palmeiras

Weverton; Marcos Rocha, Gustavo Gómez, Alan e Viña; Felipe Melo, Zé Rafael (Patrick de Paula) e Raphael Veiga (Mayke); Rony, Luiz Adriano (Willian) e Wesley (Gabriel Menino)

Técnico: Abel Ferreira

Grêmio

Paulo Victor; Vanderson (Víctor Ferraz), Paulo Miranda, Kannemann (Churín) e Diogo Barbosa; Maicon, Matheus Henrique e Thaciano (Jean Pyerre); Alisson (Guilherme Azevedo), Diego Souza e Pepê (Ferreira)

Técnico: Renato Portaluppi


Compartilhe: