Governadores do Sul do Brasil criam consórcio para compra de insumos e vacinas

O molde é o mesmo já formalizado por prefeituras, diante do aumento no número de mortos e a dificuldade para a negociação e compra de insumos com valores mais baixos.

Compartilhe:

Os governadores Eduardo Leite (PSDB), Carlos Moisés (PSL) e Ratinho Júnior (PSD) formalizaram nesta quarta-feira (17) a criação de um consórcio entre os Estados do Sul. Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná vão juntos ao mercado para comprar insumos e tentar adquirir vacinas. O molde é o mesmo já formalizado por prefeituras, diante do aumento no número de mortos e a dificuldade para a negociação e compra de insumos com valores mais baixos. Leitos disponíveis também serão compartilhados.

Leite, Moisés e Ratinho Júnior reconheceram que a região Sul é o novo epicentro da doença no Brasil. Ontem, os três Estados registraram 979 mortes por causa da Covid-19. Em virtude disso, as ações que serão desempenhadas, de forma conjunta, incluem até o compartilhamento de leitos e equipamentos para os contaminados pelo coronavírus. Os três Estados estão sendo atingidos, diretamente, pela variante P1 da doença, muito mais transmissível.

O consórcio tem interesse na busca de medicamentos usados para atendimento de pacientes com coronavírus, especialmente aqueles internados. Os Estados do Sul já enfrentam uma escassez de remédios usados para intubação de pacientes que necessitam de respirador artificial, diante de um quadro agravado da covid-19. Na mesma linha, eles também devem buscar EPIs (Equipamentos de Proteção Individual).

Leitos e equipamentos disponíveis na rede hospitalar também devem ser compartilhados entre Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul. Os governadores expressaram, numa entrevista coletiva, que estão preocupados com o número de leitos que podem ficar ocupados no inverno, quando doenças respiratórias ficam agravadas. A maior preocupação é a quantidade de pacientes, já internados.

No encontro, realizado na Casa D’Agronômica, sede do Governo de Santa Catarina, os três governadores do Sul fizeram uma videoconferência com o ministro demissionário do Ministério da Saúde, Eduardo Pazuello, e com o novo ministro, o médico Marcelo Queiroga. O teor da reunião com o ministério, no entanto, ainda não foi divulgado.


Compartilhe: