Festa clandestina é encerrada com presença de menores em Canoas

No local, além do desrespeito às regras sanitárias diante da Covid-19, foi flagrado o uso irregular de uma rede elétrica.

Compartilhe:

Uma festa clandestina foi encerrada na noite de sábado para domingo, em Canoas, na região metropolitana de Porto Alegre. No local, além do desrespeito às regras sanitárias diante da Covid-19, foi flagrada a presença de menores de idade.

O evento ocorria na avenida Irineu de Carvalho Braga, no bairro Fátima, conforme a Prefeitura de Canoas. A festa clandestina foi encontrada em uma ação da Polícia Civil, com apoio da Brigada Militar e a Guarda Municipal.

Sete pessoas foram detidas e levadas para a Delegacia de Polícia de Canoas, onde foram autuadas. Ao menos 60 pessoas participariam da celebração clandestina. No entanto, a maior parte do público não havia chegado ao local no momento da batida policial.

Dois organizadores foram detidos e tiveram que assinar termo de infração de medida sanitária preventiva e perturbação do sossego alheio. Eles também serão investigados pelo consumo irregular de energia elétrica.

Desrespeito às regras

Nas noites sexta-feira (19) e sábado (20), 13 locais foram alvo de fiscalização. Cinco foram notificados e quatro receberam orientações. Ao todo, foram abordadas 21 pessoas, oito veículos de passeio e quatro motocicletas. Quatro veículos foram removidos e foram expedidos nove autos de infração.

Como denunciar o descumprimento das regras em Canoas

Denúncias de aglomerações podem ser realizadas pelo WhatsApp (51) 993014751, que deve ser contatado apenas pelo aplicativo e não em ligações; pelo número 153 do CICC (Centro Integrado de Comando e Controle); pelo 190, da Brigada Militar; ou ainda pelo 197 da Polícia Civil.


Compartilhe: