MP investiga deputado Ruy Irigaray por atos de improbidade administrativa

Ele é suspeito de usar dinheiro público e assessores para serviços particulares e de interesse pessoal.

Compartilhe:

O MP-RS (Ministério Público do Rio Grande do Sul) instaurou Inquérito Civil Público para investigar o deputado estadual Ruy Santiago Irigaray Júnior. Ele é suspeito de usar dinheiro público e assessores para serviços particulares e de interesse pessoal.

A abertura do inquérito para investigar eventuais atos de improbidade administrativa aconteceu na segunda-feira (22). No despacho, o promotor de Justiça de Defesa do Patrimônio Público de Porto Alegre, Cláudio Ari Pinheiro de Mello, observa que o objetivo é apurar o “cometimento de ato de improbidade administrativa na modalidade de enriquecimento ilícito”, conforme consta no artigo 9º, incisos IV e IX, da Lei n. 8.429/92.

O promotor irá investigar a atuação do deputado, entre 2019 e 2021. Irigaray chegou a ser o titular da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Econômico no governo Eduardo Leite (PSDB).

Há suspeita que o parlamentar estadual utilizou assessores ocupantes de cargos em comissão nos seus gabinetes na Assembleia Legislativa do Estado e na Secretaria Estadual de Desenvolvimento Econômico em serviços particulares de interesse pessoal seu ou de sua família e se apropriou de parte dos salários deles.


Compartilhe: