Inter empata com o Athletico, encerra sequência de vitórias, mas segue líder do Brasileiro

Compartilhe:

O Internacional foi a Curitiba nesta quinta-feira (4) defender a liderança do Campeonato Brasileiro contra o Athletico. Tendo optado por uma estratégia mais defensiva, o Inter acabou voltando com um empate em zero a zero para Porto Alegre. Em um dos outros jogos da rodada, o Flamengo derrotou o Vasco no clássico carioca por 2 a 0 e fez com que a distância para o Colorado caísse de quatro para dois pontos.

No entanto, diante do que foi o jogo, o resultado até não foi ruim. O Inter cedeu campo para a equipe paranaense desde o início da partida. O Athletico beirou a área do Inter durante a primeira metade da etapa inicial. Depois o Colorado reagiu e chegou a ter uma bola na trave com Rodinei. Mas mesmo assim, a postura defensiva do Inter preponderava. Além disso, a escolha de Abel por Marcos Guilherme no lugar de Caio Vidal não funcionou. Lindoso também não conseguiu suprir a ausência de Rodrigo Dourado no meio-campo.

No segundo tempo, a situação se manteve. Mas com a falta de objetividade do Athletico ficava a sensação de que o Inter podia mais. Quando chegou a confirmação da vitória do Flamengo, Abel viu a necessidade de ganhar e colocou jogadores mais ofensivos. Peglow, Caio Vidal e Abel Hernández. Mas o time não criou nada efetivo.

No último lance do jogo, uma polêmica. Após uma semana de discussões e pressões sobre a arbitragem, a bola bateu na mão de Abner, do Athletico, dentro da área defensiva, mas o árbitro Ricardo Marques Ribeiro não marcou pênalti, nem recorreu ao VAR. E ficou nisso, empate sem gols.

O Inter volta a campo pelo Brasileiro na próxima quarta-feira, contra o Sport, no Beira-Rio, às 19h. O Colorado ocupa a liderança agora com 66 pontos contra 64 do Flamengo, que vem logo atrás na segunda posição.

Ficha Técnica

Athletico

Santos; Jonathan (Zé Ivaldo), Pedro Henrique, Thiago Heleno e Abner Vinícius; Richard, Léo Cittadini (Renato Kayzer), Fernando Canesin (Christian), Jadson (Reinaldo) e Nikão; Carlos Eduardo (Vitinho)

Técnico: Paulo Autuori

Internacional

Marcelo Lomba; Rodinei, Lucas Ribeiro, Vìctor Cuesta e Moisés; Rodrigo Lindoso (Zé Gabriel), Edenílson, Praxedes (Johnny), Marcos Guilherme (Peglow) e Patrick (Caio Vidal); Yuri Alberto (Abel Hernández)

Técnico: Abel Braga 


Compartilhe: