Taxa de ocupação de UTIs adulto em Porto Alegre supera os 93%

Estão disponíveis 79 dos 786 leitos de alta complexidade na Capital. Quase a metade é ocupada por pacientes com coronavírus.

Compartilhe:

Voltou a subir a demanda por leitos de UTIs em Porto Alegre nos últimos dias por causa do coronavírus. Conforme dados da Secretaria Municipal da Saúde, 93% das unidades de terapia intensiva estão ocupadas no município. Os dados são divulgados pelas próprias instituições para a SMS.

Ao todo, estão disponíveis 79 dos 786 leitos de alta complexidade na Capital. Destes, 343 são ocupadas por pessoas que estão com Covid-19 ou são suspeitos de terem contraído a doença. Entre os 343 internados, 291 já tem o diagnóstico positivo para contágio pelo vírus Sars-Cov-2.

O Hospital da Vila Nova apresenta superlotação, com 31 pacientes em atendimento para 17 leitos. Quatro hospitais da cidade estão com lotação esgotada: Moinhos de Vento, Mãe de Deus, Ernesto Dorneles e Hospital da Restinga. As instituições somam 174 vagas. Por exemplo, no caso do Moinhos de Vento, apenas metade dos leitos ocupados é por causa de Covid-19. A outra metade, conforme a instituição, é ocupada por pacientes sem a doença.

Outros cinco estão com mais de 90% dos leitos de alta complexidade em uso. São eles o Instituto de Cardiologia, o Clínicas, o Conceição, o São Lucas e o Cristo Redentor.


Compartilhe: