Secretaria da Agricultura monitora surtos de gafanhotos na região Noroeste do RS

Levantamentos preliminares da Secretaria indicam infestações descentralizadas, não passíveis de formação de nuvens de gafanhotos.

Compartilhe:

A Seapdr (Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural) iniciou investigação sobre surtos de gafanhotos na região Noroeste do Rio Grande do Sul.

Segundo a Seapdr, as informações de ocorrência partiram dos produtores, sindicatos rurais e entidades da região.

“Estamos averiguando a situação, mas, segundo as informações obtidas, não se tratam de gafanhotos migratórios da espécie Schistocerca cancellata. A ocorrência de surtos de gafanhotos de diversas espécies é esperada devido às condições climáticas e a época do ano”, tranquiliza o agrônomo Ricardo Felicetti, chefe da Divisão de Defesa Sanitária Vegetal da Seapdr.

Conforme Felicetti, os levantamentos preliminares indicam infestações descentralizadas, não passíveis de formação de nuvens. A suspeita é que se trata de uma espécie endêmica e comum.

“A preocupação maior é a ocorrência de surtos de S. cancellata, já que o potencial de infestação e danos é maior. Há equipes diligenciando a região para o monitoramento e orientação aos produtores. A secretaria está avaliando as medidas necessárias de resposta, havendo necessidade”, explica.

 


Compartilhe: