Número de clientes sem luz em Porto Alegre é de 50 mil quase 20h após temporal

Além da Capital, há mais 10 mil clientes às escuras em Viamão e o restante em cidades como Alvorada, Guaíba e Eldorado do Sul.

Compartilhe:

Voltou a cair o número de clientes sem fornecimento de energia elétrica em Porto Alegre após o temporal de ontem (13). Conforme a CEEE (Companhia Estadual de Energia Elétrica), cerca de 50 mil unidades consumidoras estão com o abastecimento interrompido. O balanço foi divulgado pouco antes das 11h da manhã.

Conforme a empresa, o total de atingidos é de 61 mil em todo o Estado. São 50 mil clientes na Capital, mais 10 mil em Viamão e o restante em outros municípios da região metropolitana, como Alvorada, Guaíba e Eldorado do Sul.

Apesar das inúmeras críticas à demora para retomada da eletricidade, a CEEE diz que tem feito todo o esforço possível para a retomada da luz. “Todas as equipes disponíveis estão alocadas para o atendimento das ocorrências, que incluem serviços mais complexos, como reconstrução de redes arrebentadas, poda de árvores e galhos de grande porte caídos, substituição de postes”, destaca a companhia.

Um novo balanço sobre a situação do temporal deve ser fornecido à tarde. Ainda não há previsão de quando o serviço será totalmente retomado na Capital gaúcha. A CEEE está no pacote de privatizações do Governo do Estado e deve ser leiloada à iniciativa privada em fevereiro de 2021.

Serviço

Caso você identifique o rompimento de cabos, não toque nos fios ou nos postes caídos. Também evite encostar em galhos que possam estar em contato com a rede. Afaste as pessoas, especialmente crianças, e entre em contato com a CEEE pelo 0800 721 2333 para a remoção destes vetores.

Para informar falta de energia elétrica envie o número da instalação para 27307.

Fornecimento na RGE

A RGE (Rio Grande Energia) também contabiliza milhares de pontos sem fornecimento de energia elétrica. Não houve nova atualização em relação aos dados divulgados no início da manhã. Conforme a empresa, são 49 mil unidades consumidoras sem luz. As regiões mais afetadas são Norte, o Planalto e a região metropolitana.


Compartilhe: