Inter vence Botafogo e encerra jejum de vitórias no Brasileiro

Compartilhe:

Em um lance um pouco confuso, o Inter encontrou com Yuri Alberto o gol que encerrou um jejum de vitórias no Campeonato Brasileiro que durava desde outubro. O Colorado venceu o Botafogo por 2 a 1 de virada no Beira-Rio na noite deste sábado (12) e, podemos dizer, acalma um pouco os ânimos em um momento de turbulência na política interna do clube e de uma sequência de eliminações nas copas.

O Botafogo saiu na frente aos 27 minutos do primeiro tempo com Pedro Raul. José Welison roubou a bola de Patrick perto da área e cruzou na medida para o centroavante, que estava livre de marcação e, com precisão, testou para as redes de Lomba.

Até essa altura, o jogo estava de baixo nível técnico, o que até era esperado, dado as fases das duas equipes. Não só o Inter vinha de duas eliminações e falta de vitórias no Brasileiro, como o Botafogo foi a campo tentando sair da penúltima colocação na tabela. Além disso, o clube da Estrela Solítária, com a derrota para o Inter, chegou a sétima derrota seguida no campeonato.

Quando o Botafogo marcou, como dito, as equipes criavam quase nada. O Fogão tinha mais a bola, mas era tímido no ataque. Já o Inter, talvez pela falta de um bom escape pelos lados e devido à ausência de um articulador que desse uma boa dinâmica ao meio, era lento e pouco perigoso.

Mas, a duras penas, o Colorado empataria. Logo após o gol, Edenílson chegou a chutar uma bola na trave, mas foi um pouco depois, aos 36, que o Inter igualou o marcador. Moisés, um dos destaques da partida, avançou pela esquerda e, tendo Honda a sua frente, chutou de canhota para o gol, acertando a trave. No rebote, Patrick chutou para a meta de Diego Cavalieri. A defesa do Botafogo tentou afastar, mas a bola já havia entrado.

Depois disso, a história desse jogo pode ser contatada a partir da atuação do árbitro Caio Max Augusto Vieira. Em dois lances mais precisamente. No primeiro, logo após o primeiro gol do Inter, Rodinei cometeu uma falta, colocando a mão na bola. Se fosse amarelado, seria o segundo do lateral do Inter e ele seria expulso. O juiz, no entanto, não deu cartão, o que gerou muita reclamação dos jogadores do time carioca. O único atleta a receber cartão amarelo acabou sendo o goleiro Cavalieri, por reclamação.

O segundo momento foi o que decidiu a partida a favor da equipe gaúcha. Em um ataque do Inter, o lance terminou em falta de Moisés no defensor do Botafogo. Na saída de bola, Kevin cobrou para trás, nos pés de Yuri Alberto que, chutou para as redes. O árbitro estava de costas para o lance e não viu a hora em que o centroavante do Inter fez o gol. Novamente houve reclamação de ambas as partes. Foi necessário recorrer ao VAR. Após ver o vídeo, Caio Max confirmou o gol, colocando o Colorado na frente.

Depois foi segurar como deu. O Inter recuou e viu o Botafogo ensaiar uma pressão, mas sem muita organização. O mais importante foi a vitória e, pelo menos tentar, afastar a má fase.

Situação e próximos jogos

O Inter agora só tem o Brasileirão. Com a vitória de hoje, foi a 41 pontos e voltou a encostar no G-4. Mas depende dos adversários, que ainda jogam na rodada. Com as últimas eliminações agora o Inter tem tempo para treinar. O Colorado volta a jogar só no próximo sábado contra o Palmeiras, no Beira-Rio, às 21h.

Ficha Técnica

Internacional

Marcelo Lomba; Rodinei (Heitor), Moledo, Víctor Cuesta e Moisés; Edenílson, Rodrigo Lindoso (Rodrigo Dourado), Marcos Guilherme (Caio Vidal), Galhardo e Patrick (D’alessandro); Yuri Alberto (Peglow)

Técnico: Abel Braga

Botafogo

Diego Cavalieri; Kevin, Helerson, Kanu, Vìctor Luis; José Welison (Matheus Babi), Caio Alexandre, Honda e Bruno Nazário (Éber Bessa); Warley (Rhuan) e Pedro Raul (Kalou)

Técnico: Eduardo Barroca


Compartilhe: