Vigilante é preso por pornografia infantil e estupro de vulnerável em Alvorada

Na ação, houve o recolhimento de computadores, dispositivos de armazenamento de mídia e telefones celulares.

Compartilhe:

A Polícia Federal investiga uma caso de produção, armazenamento e compartilhamento de conteúdo de pedofilia em Alvorada.

Nesta quinta-feira (19), agentes federais cumpriram um mandado de prisão preventiva e outros dois mandados de busca e apreensão na cidade. Um vigilante particular, de 27 anos, foi preso em flagrante delito.

Ele será indiciado por estupro de vulnerável, produção e armazenamento de conteúdo pornográfico infantil.

Os agentes afirmam que o vigilante também cometeu o crime de estupro contra uma menina de oito anos, vizinha dele, durante a gravação de imagens

Na ação, houve o recolhimento de computadores, dispositivos de armazenamento de mídia e telefones celulares.

Segundo a Polícia Federal, nos equipamentos, havia vários vídeos e fotos de cenas sexuais envolvendo crianças e adolescentes.

Investigação 

A investigação começou a partir de informações repassadas pelo Núcleo de Repressão aos Crimes de Ódio e à Pornografia Infantil na Internet da Polícia Federal, indicando o armazenamento e a produção das imagens.

Análises e diligências realizadas indicaram que o suposto produtor das imagens teria acesso direto a uma vítima, uma menina de oito anos, produzindo assim material de pornografia infantil.

A menina, que mora em uma casa localizada no mesmo terreno da residência do vigilante, seria vítima de abuso sexual há três anos, desde quando tinha cinco anos de idade.

Os peritos entrevistaram a criança e confirmaram os indícios de abuso sexual. A identidade do vigilante não foi divulgada.


Compartilhe: