fbpx

OSPA Live destaca Guerra-Peixe, Vivaldi e Boccherini com trio e Camerata da Escola

25ª edição do projeto online reúne obra do compositor carioca para duo de cordas e piano, além de repertório eclético, executado por alunos da Escola da OSPA.
Músicos no palco da Casa da OSPA com seus instrumentos.
Músicos na Casa da OSPA. Foto: Maurício Paz/Divulgação

A melodia de um dos principais nomes da música de concerto nacional e de três consagrados compositores da música italiana é destaque na 25ª edição do OSPA Live. No próximo sábado (17), às 17h, um trio de músicos da Orquestra Sinfônica de Porto Alegre (OSPA), composto por Geovane Marquetti (violino), Murilo Alves (violoncelo) e André Carrara (piano), executa Trio para violino, violoncelo e piano, do carioca César Guerra-Peixe (1914-1993).

Em edição alusiva ao Dia do Professor, promovida junto à Secretaria da Educação do RS, o OSPA Live contempla também a apresentação de estudantes do Conservatório Pablo Komlós. Com regência de Arthur Barbosa, a Camerata da Escola da OSPA sobe ao palco pela primeira vez desde o início da pandemia e interpreta Adagio em sol menor, de Tomaso Albinoni (1671-1751), Concerto para quatro violinos e cordas nº 10, de Antonio Vivaldi (1678-1741), e Concerto para violoncelo em sol maior, de Luigi Boccherini (1743-1805). Os solos são de Dhouglas Umabel (violino), Gustavo Ferraz (violino), Marina Zimmermann (violino/solo), Daniela Luz (violino) e Diego Shuck Biasibetti (violoncelo), que também atua como cravista. O espetáculo é transmitido ao vivo, pelo canal do YouTube da Orquestra, diretamente da Casa da OSPA. A direção artística é do maestro Evandro Matté.

Sobre o Repertório

Trio para violino, violoncelo e piano, de Guerra-Peixe, se destaca pelo caráter de câmara tradicional. A obra foi elaborada em 1960 para o programa Música e Músicos do Brasil, da Rádio Mec, e ganhou a segunda colocação no concurso, que revelou grandes nomes da música nacional. Consagrada composição de Albinoni, Adagio em sol menor é um dos principais arquétipos da música barroca, sendo aclamada no repertório de concerto e na cultura popular – especialmente no audiovisual, em que serviu de fundo para o filme Gallipoli. Com diversas remodelações, a peça teve intervenção direta do biógrafo do compositor, Remo Giazotto. Concerto para quatro violinos e cordas nº 10, de Vivaldi, insere-se na coletânea de 12 concertos de Vivaldi, L’ estro armonico, que elevou exponencialmente a reputação do compositor. Concerto para violoncelo em sol maior, de Boccherini, revela o instrumento pelo qual o músico tornou-se célebre. Com vasto repertório camerístico, o compositor escreveu 12 concertos somente nessa disposição.

Sobre o OSPA Live

Projeto online da OSPA, busca conciliar isolamento social com cultura durante a pandemia do novo coronavírus. Aos sábados, às 17h, músicos da orquestra e convidados realizam recitais, em grupos de câmara, diretamente da Sala Sinfônica, na Casa da OSPA. As exibições são transmitidas ao vivo, através do canal do YouTube da Orquestra, sem a presença física do público. Com direção artística de Evandro Matté, os eventos seguem criteriosamente todas as medidas de prevenção contra a Covid-19 adotadas pelo Governo do Estado do Rio Grande do Sul.

Sobre a OSPA

A OSPA é uma das fundações vinculadas à Secretaria de Estado da Cultura (Sedac). Os concertos da Temporada 2020 são patrocinados, via Lei Federal de Incentivo à Cultura, por Banrisul, Alibem e Fraport Brasil. Os apoiadores da Temporada Artística são Sulgás e Sheraton Porto Alegre Hotel. A realização é da Fundação OSPA e Fundação Cultural Pablo Komlós.

OSPA LIVE

Quando: 17 de outubro de 2020, às 17h

Onde: Ao vivo, pelo canal do YouTube da OSPA

Programa

César Guerra-Peixe (1914-1993)

Trio para violino, violoncelo e piano

I. Allegro Moderato

II. Andante

III. Vivace

Apresentação

Geovane Marquetti (violino)

Murilo Alves (violoncelo)

André Carrara (piano)

&

Tomaso Albinoni (1671-1751)

Adagio em sol menor

Antonio Vivaldi (1678-1741)

Concerto para quatro violinos e cordas nº 10
I. Allegro
II. Largo
III. Allegro

Luigi Boccherini (1743-1805)

Concerto para violoncelo em sol maior
I. Allegro
II. Largo
III. Allegro

Apresentação:

Camerata da Escola da OSPA

Arthur Barbosa (regente)

Diego Shuck Biasibetti (cravo e violoncelo/solo)

Dhouglas Umabel (violino/solo)

Gustavo Ferraz (violino/solo)

Marina Zimmermann (violino/solo)

Daniela Luz (violino/solo)

Evandro Matté (Direção Artística)

Leia também

Total
0
Share