fbpx

Grêmio vence Botafogo na Arena e espanta crise

Com o resultado, o Grêmio foi a 20 pontos na tabela e ainda está no meio da tabela.
Foto: Lucas Uebel/Grêmio FBPA

O Grêmio espantou a pressão com uma vitória na noite desta quarta-feira (14) por 3 a 1 contra o Botafogo na Arena. O jogo era válido pela 16ª rodada do Campeonato Brasileiro. Os destaques da partida foram aqueles vem sendo os jogadores mais importantes do Tricolor na temporada: Diego Souza e Pepê. Novamente, para a sorte do Grêmio, eles estavam em uma noite inspirada.

Primeiro tempo

Além da dupla iluminada, Renato optou por uma escalação mais próxima do futebol que o Grêmio vinha praticando nos últimos anos. Ao invés de um tripé mais marcador no meio-campo, o treinador gremista devolveu ao time titular o ídolo Maicon, fazendo parceria com Matheus Henrique e Robinho.

A escolha deu certo pelo menos nos primeiros dez minutos, onde o Grêmio controlou mais a bola, mas pouco fez. O Botafogo também não agia. Havia chegado no primeiro minuto com Caio Alexandre e foi só. O Grêmio respondeu aos 10 com Alisson.

Depois destes lances, o jogo esfriou e perdeu qualidade. As equipes tocavam a bola de intermediária a intermediária, mas errando o último passe ou nem mesmo tentando um toque mais vertical. Foi quando apareceu um dos nomes da noite.

Diego Souza dominou a bola de costas na meia-lua após passe de Alisson. Ele mesmo encontrou Robinho aberto na direita. O meia cruzou na área, Alisson cabeceou e a bola chegou até o artilheiro gremista que, também de cabeça, tocou para o gol. É o décimo terceiro gol de Diego Souza no ano.

Mas o gol não deu tranquilidade ao Grêmio. Poucos minutos depois, aos 40, em uma falta para o time da Estrela Solitária em que a bola veio alçada na área Tricolor, a bola desvia no centroavante Pedro Raul e cai para Matheus Babi chutar para as redes. Os jogadores gremistas pediram toque de mão de Pedro Raul, mas o árbitro Luiz Flávio de Oliveira confirmou o gol.

Segundo tempo

O Grêmio viria para a segunda etapa disposto a vencer. E conseguiria logo aos 2 minutos com o outro nome da noite. Em mais um lance de pivô de Diego Souza, o centroavante deu um toque magistral para Pepê fuzilar de perna esquerda de dentro da área. O Grêmio estava de novo na frente. O gol, em tese, deveria trazer a tranquilidade que o Tricolor precisava, mas um lance voltou a complicar a situação.

Aos 6, Diego Souza, que já havia feito um gol e dado uma primorosa assistência, deixou a perna, já caído, em Guilherme Santos, do Botafogo. Após, o juiz consultar o VAR, Diego foi expulso, deixando o Grêmio com um a menos na partida. Renato foi à loucura na beira do gramado, assim como Maicon. Os dois xingaram fortemente a arbitragem. Maicon levou amarelo.

Mas, ao contrário do que se esperava, a situação não piorou para o Grêmio na partida. O Botafogo não agredia, parava diante das linhas recuadas do Tricolor. O Grêmio apostava em escapadas e construiu um golaço aos 20 minutos com sua nova grande joia. Em uma bela tabela pela direita, a bola chega por cima para Pepê, dentro da área, tocar rasteiro no meio das pernas de Diego Cavalieri.

O gol desconcertaria o Botafogo definitivamente. O time carioca não chegaria com grande perigo até o final do jogo. O Grêmio segurou atrás e não deu mais chance para o Alvinegro.

Situação e próxima rodada

Com o resultado, o Grêmio foi a 20 pontos na tabela e ainda está no meio da tabela, mas em melhor situação, mais longe do Z-4, que há poucas rodadas chegou a incomodar. O próximo jogo do Tricolor é no sábado pelo Brasileirão. A partida é às 21h, no Morumbi, contra o São Paulo.

Ficha Técnica

Grêmio

Vanderlei; Victor Ferraz, Pedro Geromel, Rodrigues e Diogo Barbosa; Matheus Henrique, Maicon (Lucas Silva) e Robinho (Isaque); Alisson, Diego Souza e Pepê (Bruno Cortez)

Técnico: Renato Portaluppi

Botafogo

Diego Cavalieri; Kevin, David Sousa (Kelvin), Kanu e Victor Luis; Renteria (Honda), Caio Alexandre (Lecaros) e Guilherme Santos (Cícero); Rhuan (Kalou), Pedro Raul e Matheus Babi

Técnico: Bruno Lazaroni

Leia também

Total
2
Share