fbpx

Com gols de Pepê e Galhardo, Gre-Nal termina empatado na Arena pelo Brasileirão

Grêmio acumula 14 pontos e empaca na 14ª colocação. Já o Inter vai a 22, atualmente em segundo, mas pode cair para o quarto lugar.
Foto: Ricardo Duarte/Internacional

O clássico Gre-Nal 428 terminou empatado neste sábado na Arena (3) pela pela 13ª rodada do Brasileirão. Os gols da partida foram marcados por Pepê para o Grêmio e Thiago Galhardo para o Inter.

O primeiro tempo começou muito estudado, como todo grande clássico. A primeira chance de gol foi do Inter em chegada de Galhardo pela esquerda que obrigou o goleiro Vanderlei a fazer grande defesa. Contudo, o assistente do árbitro confirmou que o atacante colorado estava em posição irregular na origem do lance.

Após essa primeira chegada, o Grêmio aumentou seu volume de jogo no campo do adversário e passou a rondar a área do goleiro Marcelo Lomba. Mas os dois times pouco criaram na primeira etapa.

O primeiro tempo foi encerrado aos 46 minutos após um clássico morno de muitas disputas e poucas chances de gol.

Segundo tempo

A segunda etapa começou com cara de  Gre-Nal. No início do segundo tempo, o zagueiro Victor Cuesta acertou o rosto de Diego Souza em disputa aérea. O colorado tomou cartão amarelo pela falta. Na cobrança, o zagueiro David Braz cabeceou à direita da meta do goleiro Lomba.

Empate no placar, empate nos cartões amarelos. Três minutos após o cartão para Cuesta foi a a vez do lateral Bruno Cortez tomar o primeiro cartão do jogo para o Grêmio por falta sobre Heitor.

O Grêmio foi pra cima e logo aos sete minutos de bola rolando, o atacante Pepê recebeu lançamento dentro da área e, com calma e talento, deu um toque por cima do goleiro Lomba para marcar o primeiro gol do Gre-Nal 428.

Com o resultado favorável, o Grêmio ganhou confiança na partida e continuou pressionando o time rival. Em investida pela direita, o atacante Alisson finalizou cruzado para a defesa do goleiro colorado.

Aos 20 minutos do segundo tempo, o Inter chegou com perigo em finalização de Thiago Galhardo. A bola passou raspando a trave direita do goleiro Vanderlei. Aos 22 o Grêmio respondeu com jogada em velocidade pela esquerda. Em velocidade, o atacante Pepê cruzou rasteiro para o interior de pequena área, mas a zaga colorada afastou.

Após a confirmação do escanteio, o árbitro Raphael Claus foi chamado pelo árbitro de vídeo para verificação da jogada. A imagem flagrou uma agressão do volante  Musto sobre o atacante Diego Souza. Após consulta do árbitro, o volante colorado foi expulso da partida.

Aos 29, o VAR voltou pro jogo com a mesma orientação do lance anterior. O árbitro Raphael Claus conferiu um toque de mão de Cortez reclamado pelo Inter e assinalou a penalidade máxima. Galhardo, de perna direita, bateu no lado direito do goleiro Vanderlei que acertou o canto e chegou a tocar na bola antes de entrar. Empate na Arena.

Buscando maior ofensividade, o técnico Renato Gaúcho tirou o volante Darlan do jogo para a entrada do atacante Luiz Fernando.

Aos 37, o lateral Bruno Cortez acabou escorregando no gramado antes de acertar o atleta colorado. O lateral, que já havia tomado cartão amarelo no jogo, acabou recebendo o segundo e, consequentemente, foi expulso da partida.

Aos 43 minutos, o atacante William Pottker finalizou cruzado para a defesa em dois tempos do goleiro gremista.

Após seis minutos de acréscimos indicados pelo árbitro Raphael Clauss, o placar não foi alterado e o clássico 428 terminou com igualdade no placar.

O resultado não é bom para ninguém. Com o 1 a 1, o Grêmio acumula 14 pontos e empaca na 14ª colocação e pode terminar a rodada na zona de rebaixamento com uma combinação de placares.

Já o Inter vai a 22, atualmente em segundo, mas pode cair para o quarto lugar.

Escalação

Grêmio: Vanderlei; Orejuela, Paulo Miranda, David Braz e Cortez; Lucas Silva (Diogo Barbosa), Matheus Henrique, Darlan (Luís Fernando), Alisson (Robinho) e Pepê; Diego Souza (Gui Azevedo).
Técnico: Renato Gaúcho

Inter: Marcelo Lomba; Heitor, Rodrigo Moledo, Victor Cuesta e Uendel; Musto, Edenilson, Patrick e Boschilia (Pottker); Thiago Galhardo e Abel Hernández (D’Alessandro).
Técnico: Eduardo Coudet

Leia também

Total
3
Share