fbpx

Justiça autoriza retomada do processo de impeachment contra Marchezan

Marchezan foi denunciado pelo suposto uso de recursos do Fundo Municipal de Saúde para o pagamento de gastos com publicidade.
O prefeito de Porto Alegre, Nelson Marchezan Júnior. Foto: Divulgação/PMPA

O processo de impeachment do prefeito de Porto Alegre volta a tramitar na Câmara de Vereadores após nova decisão judicial.

O despacho, assinado pelo desembargador relator Alexandre Mussoi Moreira, da 4ª Câmara Cível da Capital, foi publicado na noite dessa quinta-feira (17). O processo estava parado desde a a última quarta-feira por causa de uma liminar da defesa de Nelson Marchezan Júnior.

O mandado de segurança impetrado pelos advogados do prefeito argumentava que o processo, acatado em plenário no início de agosto, tem “inúmeros vícios”, e havia tido sua tramitação indevidamente acelerada.

Um dos exemplos disso, segundo a ação, teria a inversão da pauta da Casa – que tinha projetos em regime de urgência a serem discutidos à época da denúncia.

Marchezan, que é candidato à reeleição ao cargo de prefeito de Porto Alegre, foi denunciado pelo suposto uso de recursos do Fundo Municipal de Saúde para o pagamento de gastos com publicidade.

Leia também

Total
8
Share