Inter vence em mais uma noite de Galhardo

Compartilhe:

Depois de dois empates nas últimas rodadas, o Inter recebeu o Ceará no Beira-Rio tentando retomar o rumo das vitórias. O jogo foi na noite desta quinta-feira. Com muito suor, o Colorado obteve um 2 a 0, com dois gols de Thiago Galhardo, em um jogo onde o Ceará vendeu caro a derrota. Com o placar o Inter segue na liderança do Brasileirão, com 20 pontos, em nove rodadas disputadas.

O time do Inter não era o considerado o ideal. O técnico Eduardo Coudet realizou algumas modificações. Patrick foi poupado do início do jogo por vir de quatro jogos seguidos. Ele deu lugar a Nonato. Além dele, outro garoto que recebeu chance, no ataque, foi Peglow. Johnny, terceira opção da abertura de meio-campo, também começou a partida porque Musto e Lindoso, diagnosticados com Covid-19, estavam fora.

Primeiro tempo

A torcida esperava um Inter pressionando desde os primeiros minutos, mas não foi o que aconteceu. Enquanto o Colorado tinha dificuldades em acelerar e verticalizar os passes, o Ceará pressionava forte a defesa do Inter e saía com velocidade em direção ao gol sempre que conseguia uma roubada de bola. A zaga do Inter parecia nervosa e errava passes.

Já aos 9, Moisés errou um passe na saída de bola perto da área. Charles tocou para Mateus Gonçalves. Dentro da área, ele driblou o defensor do Inter e rolou para Cléber, que chutou fraco. A bola passa por Lomba, mas Cuesta salva em cima da linha. Aos 20, mais um erro na saída, dessa vez de Cuesta. A jogada não terminou em gol.

Até pouco mais da metade da primeira etapa o Inter não havia pisado na área do Ceará, que fazia grande partida. Mas as chances perdidas pelo time alvinegro pareceram ter acordado o Inter. Ao mesmo tempo, o Ceará não suportou manter por muito tempo o ritmo intenso de jogo que vinha empregando.

O Colorado adquiriu mais volume. Aos 36, Nonato pegou um rebote depois de um chute de Sarrafiore, que entrara no lugar de Peglow, machucado, mas foi nas mãos do goleiro. Aos 43, veio o gol do Inter. Em jogada da direita, Edenilson cruzou e Thiago Galhardo chutou para a meta. O primeiro tempo terminaria com o Inter podendo respirar.

Segundo tempo

No segundo tempo o Inter manteve o ritmo. Diferente de outras épocas, não se acomodou com o resultado e seguiu criando. A questão é que desperdiçava alguns ataques. Nos primeiros dez minutos, o Inter chegou cinco vezes com perigo na área adversária. Depois de não marcar, o jogo começou a dar uma esfriada. Ao invés de pressionar, o Inter agora esperava e tentava sair no erro do Ceará

Para se ter uma ideia deste quadro da partida, a posse de bola do Inter no segundo tempo seria de 53%, contra 71% na primeira etapa. Ao mesmo tempo, o Inter finalizou mais na segunda etapa, com 11 chutes. No primeiro tempo foram 6.

Aos 30, em um raro momento em que o Inter tentava uma pressão, saiu mais um gol. Gabriel Lacerda recebeu do goleiro Fernando Prass e foi desarmado por Boschilia. A bola chegou para Galhardo que, sem tocar na bola, se livrou do goleiro e só empurrou para o gol. Dois a zero e a manutenção da liderança.

Galhardo chegou a 8 gols no campeonato e é o artilheiro isolado da competição. O Inter volta a campo pelo Brasileirão no domingo, às 18h, contra o Goiás, em Goiânia.

Ficha técnica

Inter

Marcelo Lomba; Saravia, Zé Gabriel, Víctor Cuesta e Moisés; Johnny, Edenílson, Boschilia (Rodrigo Moledo) e Nonato (Patrick); Peglow (Sarrafiore*) e Thiago Galhardo (D’alessandro)

*Sarrafiore (Abel Hernández)

Ceará

Fernando Prass; Eduardo, Tiago, Gabriel Lacerda e Alyson; Charles, William Oliveira (Lima), Fernando Sobral (Ricardinho), Vinícius (Rick) e Mateus Gonçalves (Felipe Baxola); Cléber (Rafael Sóbis)


Compartilhe: