fbpx

Inter joga mal e perde para Fortaleza no Brasileirão

Foto: Ricardo Duarte/ SC Internacional

Às vésperas de um Grenal decisivo na Libertadores, o Inter foi ao Ceará enfrentar o Fortaleza pela 11ª do Campeonato Brasileiro. O objetivo era manter a liderança que vinha sendo ameaçada nos últimos jogos da competição. Mas o Inter deixou a desejar. Com alguns titulares de fora, o Colorado foi pouco criativo e viu a equipe do técnico Rogério Ceni fazer 1 a 0.

Primeiro tempo

O Inter até tentou empregar na partida a mesma estratégia dos jogos no Beira-Rio. Buscava marcar em cima e tocar a bola no campo adversário. Mas tudo parecia descompassado. Nem a pressão encaixava, nem os toques eram objetivos a ponto de gerar chances de gol. A primeira etapa seria lá e cá, mas com poucos lances.

Aos 18, Felipe, volante do Fortaleza, chutou da intermediária e a bola passou muito perto. O Inter respondeu aos 23 com Leandro Fernández. Ele recebeu dentro da área, driblou para o meio e chutou de canhota. A bola foi rasteira e passou rente a trave do goleiro Felipe Alves.

Mais tarde, aos 29, voltou o Fortaleza. Juninho cruzou de direita do lado esquerdo para Marlon, que entrava nas costas da defesa. Ele conseguiu cabecear, mas a bola foi por cima. O Inter responderia. Com uma chegada pelo lado esquerdo de Fernández. Ele cruzou rasteiro para o estreante Léo “Muchacho” Ferreira, mas o centroavante vindo da base não alcançou.

Esses seriam os lances da primeira etapa. Um fato importante para os colorados, já pensando no Grenal, foi a substituição de Patrick aos 27 minutos. Ele deu lugar a Nonato após sentir fortes dores na coxa direita.

Segundo tempo

No intervalo, Johnny, volante do Inter, também saiu machucado para a entrada de D’alessandro. Ele já havia sentido dores na coxa esquerda no primeiro tempo. Em tese, com a entrada do “Cabezón”, o Inter ficaria mais ofensivo, mas não foi o que aconteceu. O time seguia improdutivo. E, diferente da primeira etapa, o Fortaleza agora jogaria mais.

O perigo do Inter vem logo nos primeiros minutos quando, após um cruzamento, Musto e Paulão se chocaram e o argentino caiu na área. O árbitro recorreu ao VAR mas nada marcou. Aos 15 haveria outro lance do Inter. D’alessandro deu um passe dentro da área para Fernández, mas um desvio do zagueiro atrapalhou o argentino, que chutou para fora.

Aos 20, um castigo pelo jogo ruim do Colorado. Em uma lateral para o Fortaleza, Moledo e depois Nonato cortaram parcialmente e a bola sobrou na entrada da área para Felipe que, na sua segunda tentativa da intermediária na partida, dessa vez marcou.

Coudet tentaria correr atrás. Colocou Boschilia e Abel Hernández nos lugares de Muchacho e Fernández, mas não adiantaria. O Inter seguiu sem criar e o jogo ficou nisso.

O resultado mantém o Inter na ponta, mas a liderança está ameaçada. A equipe gaúcha está na frente com 20 pontos mas vê os 6 primeiros se aproximando.

Agora tudo é Grenal. Enquanto o rival está em um momento muito difícil, o Inter também chega sem convencer. A dupla se enfrenta na quarta-feira, às 21h30, no Beira-Rio, pela Libertadores.

 

Ficha Técnica

Fortaleza

Felipe Alves; Marlon, Quintero (Jackson), Paulão e Carlinhos; Juninho, Felipe, David (Fragapane) e Romarinho (Tiago Orobó); Wellington Paulista (Ronald) e Osvaldo (Yuri César)

Técnico: Rogério Ceni

Inter

Marcelo Lomba; Saravia, Moledo, Zé Gabriel e Moisés; Musto, Edenílson, Johnny (D’alessandro) e Patrick (Nonato*); Leandro Fernández (Boschilia) e Léo “Muchacho” Ferreira (Abel Hernández)

*Nonato (Rodrigo Lindoso)

Técnico: Eduardo Coudet

Leia também

Total
3
Share