fbpx

Grêmio é dominado e perde para o Atlético-MG pelo Brasileirão

Grêmio permanece no 13º lugar, agora com 13 pontos, mas pode perder posições até o fim da rodada.
Foto: Lucas Uebel/Grêmio

O Grêmio entrou em campo na noite deste sábado (26) no estádio Mineirão, para enfrentar o líder do Brasileirão, o Atlético-MG, pela 12ª rodada da competição. Com uma equipe alternativa, o tricolor gaúcho acabou superado pelo time mineiro pelo placar de 3 a 1.

O Atlético-MG começou dominando a partida, mostrando que estava jogando em casa. Já o Grêmio não conseguiu ser muito ofensivo e passou a se defender na maior parte da primeira etapa.

Aos 10 minutos do primeiro tempo, o time mineiro abriu o placar. Keno recebeu um passe na meia esquerda, tirou dois marcadores, invadiu a área e chutou forte. Paulo Victor defendeu, mas estava atrás da linha, o que confirmou o gol mineiro (com ajuda do VAR).

Líder do Brasileirão, o time mineiro seguia dominando o jogo e atacando mesmo após o gol. No segundo tempo, o Grêmio tentou se posicionar mais à frente para atacar o Atlético-MG. Mas viu o time adversário fazer o seu segundo gol na partida.

Aos 5 minutos, Keno recebeu na meia direita, tirou de Victor Ferraz, e chutou. A bola desviou na perna de David Braz e acabou no fundo do gol, 2 a 0.

O Grêmio buscou correr atrás no marcador e descontou aos 8 minutos. Robinho cobrou um escanteio da esquerda na pequena área e Isaque chegou para completar e desviar para o gol, marcando o primeiro gremista na partida.

Mas aos 20 minutos, em um lance de contra-ataque, Everson deu um passe na medida para Keno, lançando o atacante que se aproveitou, sozinho, invadiu a área e deslocou Paulo Victor, assinalando o terceiro gol.

Com o resultado, o Grêmio permanece no 13º lugar, agora com 13 pontos, mas pode perder posições até o fim da rodada, com os jogos deste domingo.

Escalação

Atlético-MG: Everson; Guga, Alonso, Igor Rabello e Guilherme Arana; Jair, Franco, Nathan (Allan) e Savarino; Keno e Sasha. Técnico: Jorge Sampaoli.

Grêmio: Paulo Victor; Victor Ferraz, Paulo Miranda, David Braz e Diogo Barbosa; Lucas Silva, Darlan (Gui Azevedo), Matheus Henrique, Robinho e Pepê; Isaque. Técnico: Renato Gaúcho.

Leia também

Total
2
Share